Autoritarismo e Violência Simbólica na Educação Física Escolar: Representação de Alunos de Escolas Públicas

Por: André Luiz Pereira Guimarães.

150 páginas. 1994

Send to Kindle


Resumo

O presente trabalho situa-se numa das vertentes da linha de pesquisa denominada Análise do Discurso com Ênfase na Identificação do Imaginário Social, sobre as Atividades Corporais desenvolvida no Mestrado em Educação Física da Universidade Gama Filho, cujo objetivo foi identificar e interpretar a representação dos alunos de 5a. a 8a. séries acerca da autoridade e do autoritarismo do professor de Educação Física. A pesquisa, de abordagem qualitativa, foi desenvolvida a partir do depoimento de 26 alunos que estudam na rede estadual de ensino público do Rio de Janeiro e a observação participante de 40 aulas com os referidos alunos. Optamos pela entrevista semi-estruturada, enquanto instrumento de coleta de dados, que levantou (a) representações sobre o autoritarismo do professor; (b) representações sobre a autoridade do professor; (c) convergência de sentidos acerca do autoritarismo e autoridade do professor; (d) representações embutidas no silenciamento e nas negativas dos alunos. A observação participante enfocou (1) conflito e consenso; (2) decisão e responsabilidade; (3) autonomia; (4) imagem do professor. Os dados coletados sugerem que esses alunos representam o professor autoritário como o "mandão", o "sabetudo" e "superior" que se distancia nas relações interpessoais, dados à verticalidade do poder (de cima para baixo). A autoridade do professor é relacionada ao respeito; ao sentido de justiça e ao direito de mando. O silêncio e as negativas dos jovens comprometem os responsáveis por sua educação, na medida em que seus comportamentos omissos favorecem a ideologia dominante.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=277&listaDetalhes%5B%5D=277&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.