Avaliação da Capacidade de Realizar Sprints Repetidos no Futebol.

Por: , Fábio Yuzo Nakamura, Henrique Bortolotti, Leandro Ricardo Altimari e Lúcio Flavio Soares Caldeira.

Motriz - v.16 - n.4 - 2010

Send to Kindle


Resumo

A maioria dos esportes coletivos (futebol, basquete, handebol) tem como característica a intermitência, flutuando entre breves períodos de esforços máximos ou próximos ao máximo seguidos de períodos e formas de recuperação. Alguns autores têm proposto diversos testes que tem por finalidade mensurar a capacidade desses atletas em realizar esforços repetidos máximos (RSA), a qual estaria diretamente relacionada aos momentos decisivos durante partida. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo descrever os diferentes protocolos de testes para avaliar a RSA em jogadores de futebol, com base em artigos originais e algumas revisões levantadas em cases de dados (Medline). Diante dos achados, sugerimos a utilização de quatro protocolos, dois envolvendo sprints lineares (AZIZ et al., 2008; REILLY, 2001) e dois utilizando sprints com mudanças de direção (BANGSBO, 2008; IMPELLIZZERI et al., 2008) para avaliação da RSA em jogadores de futebol, gerando importantes parâmetros de desempenho, que permitem ainda a elaboração de programas de treinamento para a melhora dessa capacidade. Recomendamos ainda, a utilização do tempo médio e/ou total como uma medida geral da capacidade de realizar sprints repetidos e as parciais de tempo de cada sprint para identificar possíveis pontos fortes e fraco de cada atleta.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/1980-6574.2010v16n4p1006

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.