Avaliação da Aprendizagem na Educação Física Escolar na Zona Rural no Município de Formosa: Realidade e Contradições

Por: Karen Cristina Costa do Nascimento.

97 páginas. 2017 01/09/2017

Send to Kindle


Resumo

A população do campo, desde os primórdios da história do Brasil, sofre com a falta de investimentos em educação. Nesse sentido, esta pesquisa tem como objeto de estudo a categoria avaliação da aprendizagem, em especial aquela realizada nas escolas públicas da zona rural por professores de Educação Física do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Formosa – GO e mapear os desafios e as possiblidades para as práticas avaliativas na Educação Física no Campo. Como questões norteadoras compreende-se o entendimento sobre a disciplina Educação Física e o processo de avaliação: os docentes utilizam uma metodologia que privilegia o pensamento crítico dos alunos? A avaliação colabora com o processo de reflexão sobre o trabalho pedagógico realizado e contribui para adaptar pontos da caminhada, ou serve apenas como meio de aferição e classificação? É possível que os docentes que lecionem a disciplina de Educação Física desconheçam como utilizar os instrumentos avaliativos ou não possuam o aprofundamento teórico metodológico sobre avaliação da aprendizagem? O objetivo geral do estudo é identificar os principais instrumentos de avaliação utilizados na avaliação da aprendizagem pelos docentes de Educação Física na rede de ensino daquele município e qual a eficácia dos mesmos na promoção de uma educação de qualidade. Como objetivos específicos pretende-se analisar o que os professores entendem como avaliação; verificar os critérios avaliativos utilizados pelos docentes para aferição do conhecimento dos alunos; identificar as dificuldades apresentadas pelos docentes na escolha dos instrumentos avaliativos. O referencial teórico apoia-se nos estudos de Arroyo (1999), Arendt (1999), Hoffman (2001), Esteban (2002), Charlot (2001), Villas Boas (2004), Mészáros (2005), Oliveira e Boiago (2005), Germani (2006), Fernandes e Freitas (2007), Santos (2008), Souza (2008), Taffarel (2009), Silva (2010), Luckesi (2011), Santos (2013), Silva (2015). Trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativo. Os instrumentos adotados para coleta de dados foram a entrevista semiestruturada, além da análise documental de registros oficiais que norteiam o trabalho pedagógico dos professores. Conclui-se que os instrumentos utilizados e as dificuldades apresentadas pelos docentes na escolha dos critérios avaliativos estão condicionados à realidade de precariedade de materiais e infraestrutura e percepções da própria escola em relação à Educação Física, esta entendida como entretenimento ou mera recreação e que pode ser realizada por qualquer profissional de outra área. Isto revela a baixa valorização da referida profissão dentro do próprio contexto escolar e a fragilidade do processo de avaliação que não considera as especificidades das Escolas do Campo.

Endereço: https://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7778

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.