Avaliação da Força Muscular Inspiratória e Expiratória em Idosas Praticantes de Atividade Física e Sedentárias

Por: Ana Laua Felk Cassiminho, Carlos Alberto Bezerra Tomaz, Márcio Ferreira Dutra e Marisa Pereira Gonçalves.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.14 - n.1 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo verificar a influência da prática de - atividade física no incremento da força muscular inspiratória e expiratória em mulheres idosas. Para tanto foram selecionadas 136 idosas nas faixas etárias de 65 a 80 anos. Nenhuma era fumante e não apresentava doenças neuromusculares ou pulmonares. Foram comparados dois grupos de idosas, sendo que um grupo era praticante de atividade física (caminhadas livres 2 vezes por semana) e o outro de sedentárias (controle). Na avaliação foi utilizado um manovacuômetro aneróide para investigar as pressões inspiratórias e expiratórias. Os resultados demonstraram que o grupo de praticantes de atividade física apresentou aumento significativo da Pressão Inspiratória Máxima nas faixas etárias compreendidas entre 65-69 anos (p=0,0001), 70-74 anos (p=0,0046) e 75-80 anos (p=0,0240) e, da Pressão Expiratória Máxima nas faixas etárias entre 70-74 anos (p=0,0114) e 75-80 anos (p=0,0101). Além disto estes resultados foram comparados as Tabelas de Neder et al. (1999) e Black & Hyatt (1969) em que se observou estarem abaixo dos índices indicativos de normalidade. Conclui-se que a atividade física não específica para músculos respiratórios resultou em aumento da força muscular respiratória na maioria das mulheres idosas participantes do estudo, sugerindose ainda que para uma melhor performance respiratória poderiam ser associados treinamentos específicos para a musculatura respiratória

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/676/681

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.