Avaliação da Qualidade de Vida de Idosos Institucionalizados: Revisão Sistemática de Estudos Quantitativos

Por: Artur Rodrigues Fortunato, Eduardo Hauser, , Juliana Carla Freddi e Paulo Adão de Medeiros.

Pensar a Prática - v.20 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Este artigo verificou as evidências científicas sobre estudos observacionais que avaliaram a qualidade de vida global de residentes em instituições de longa permanência para idosos, mensurada por instrumentos de medida quantitativos. Os bancos eletrônicos MEDLINE e CINAHL foram examinados. A qualidade metodológica dos estudos foi avaliada pela escala STROBE. Foram encontrados 25 artigos e o perfil de comorbidades, incapacidade funcional, depressão, baixo suporte social somado as características organizacionais das instituições são as variáveis que mais influenciam a qualidade de vida desses idosos. Identificou-se 20 instrumentos, sendo que os genéricos condizem com os mais utilizados em outras populações, porém podem não considerar as especificidades desse contexto.

Endereço: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/39397

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.