Avaliação da Da Reprodutibilidade da Mobilidade Diafragmática Pelo Método Ultrassonográfico Indireto

Por: Samantha Torres Grams.

2011

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: Analisar a reprodutibilidade da medida ultrassonográfica do deslocamento crânio-caudal do ramo esquerdo da veia porta como método de avaliação da mobilidade do hemidiafragma direito de adultos jovens saudáveis. Métodos: Foram avaliados 41 indivíduos saudáveis, com idade entre 20 e 30 anos. Os participantes do estudo foram submetidos a exame físico para mensuração dos parâmetros cardiorrespiratórios e das variáveis antropométricas, prova de função pulmonar, avaliação da força muscular respiratória e avaliação ultrassonográfica da mobilidade do hemidiafragma direito. A execução e interpretação dos exames de ultrassom foram realizadas por dois observadores (A e B), de forma independente, em dois momentos distintos (1º e 2º exame). A reprodutibilidade intra e interobservadores e a repetibilidade das medidas ultrassonográficas foram determinadas pelo coeficiente de correlação intraclasse (ICC[2,1]) e pelo intervalo de confiança (IC) de 95%. A disposição gráfica de Bland & Altman também foi utilizada por permitir melhor visualização da concordância entre as medidas. O nível de significância adotado para o tratamento estatístico foi de 5% (p0,05). Resultados: Dos 41 sujeitos, 27 pertenciam ao sexo feminino (66%) e 14 ao sexo masculino (34%); com média de idade de 24,8 ± 2,7 anos. Na análise da reprodutibilidade interobservadores, o ICC[2,1] indicou “alta correlação” tanto para o 1º quanto para o 2º exame ultrassonográfico (ICC[2,1] = 0,83, IC 95% de 0,70 a 0,91 e ICC[2,1] = 0,79, IC 95% de 0,61 a 0,89, respectivamente). Na análise da reprodutibilidade intra-observador, o ICC[2,1] indicou “moderada correlação” para o observador A (ICC[2,1] = 0,69, IC 95% de 0,45 a 0,84) e para o observador B (ICC[2,1] = 0,65, IC 95% de 0,39 a 0,81). Na análise da repetibilidade das medidas ultrassonográficas, o coeficiente de correlação intraclasse indicou “alta correlação” para todos os exames realizados (ICC[2,1] = 0,86; 0,80; 0,71; 0,79, p<0,001). Conclusão: A medida ultrassonográfica do deslocamento crânio-caudal do ramo esquerdo da veia porta demonstrou ser um método reprodutível para avaliação indireta da mobilidade do hemidiafragma direito de adultos jovens saudáveis.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.