Avaliação das Aulas de Educação Física Por Alunos Cegos em Escolas Especiais e Inclusivas

Por: , Márcia Greguol Gorgatti, Sandra Heloisa Penteado e Vanessa Vesterman.

VIII Seminário de Educação Física Escolar da USP

Send to Kindle


.Resumo

O processo de inclusão de alunos com deficiências nas escolas regulares tem atraído a atenção de pesquisadores na área educacional, além de muitas discussões sobre sua viabilidade. Em muitas situações, especialmente nas aulas de educação física, observa-se que alunos com deficiências são inseridos em turmas regulares, porém sem efetiva participação nas atividades. Visando verificar a situação de alunos com deficiências participando de aulas de educação física, esse estudo analisou a opinião de adolescentes cegos matriculados em escolas especiais e escolas inclusivas. Para tanto, 26 adolescentes com idades entre 13 e 17 anos (13 de escolas regulares e 13 de escolas especiais para cegos) responderam a um questionário de 10 perguntas, abordando o prazer que eles sentiam nas aulas de educação física, o quanto se sentiam aceitos e o quanto eram estimulados para participar das atividades por seus pais e professores.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.