Avaliação de Uma Sequência Didática do Programa Oficinas do Esporte em Crianças de 08 a 11 Anos

Por: Fabio Luiz DAngelo.

329 páginas. 2017 24/10/2017

Send to Kindle


Resumo

Projetos desenvolvidos por ONGs utilizam a bandeira do esporte educacional e acenam com a educação voltada para a transformação social. O que realmente se aprende nos programas de esporte com enfoque socioeducativo? Este estudo, caracterizado como pesquisa qualitativa de natureza descritiva, investigou as repercussões de um programa de educação esportiva, chamado de Oficinas do Esporte, sobre a aprendizagem dos alunos. Definimos como objetivos analisar o conhecimento construído pelas crianças durante o período de realização de uma sequência didática (SD) na temática dos jogos de arremesso e as possíveis relações entre o método de ensino e os resultados de aprendizagem. Participaram do estudo 11 sujeitos, entre 8 e 11 anos de idade, durante 28 aulas, duas vezes por semana, em um período de 4 meses. A professora recebeu formação e é considerada experiente no desenvolvimento das aulas do programa. O método utilizado foi a observação, na perspectiva do observador como participante. A aplicação de instrumentos de pesquisa e avaliação com foco na aprendizagem (questionário, entrevista semiestruturada, grupo focal e vídeo) e no ensino (sequência didática) permitiu às crianças que expressassem seus saberes através das linguagens escrita, falada e corporal. Analisamos e discutimos os resultados com base na relação observada entre os conteúdos revelados pelos alunos e as expectativas de aprendizagem do programa. Os resultados, organizados em três núcleos de significado, nos permitem argumentar a favor do esporte educacional. No primeiro núcleo evidenciam-se indicadores que nos levaram a validar o pressuposto de que o processo de sistematização do programa, via SD, contribuiu decisivamente para que as aulas pudessem repercutir na aprendizagem integral das crianças. No segundo núcleo, quando analisamos o ciclo de ensino e aprendizagem que envolve as chamadas fases de intenção, intervenção e indiciação, observamos conexão entre as expectativas declaradas na SD e as aprendizagens construídas nas dimensões conceitual, procedimental e atitudinal. As crianças conheceram novos jogos, aprenderam mais sobre a sua estrutura e o seu funcionamento, melhoraram sua habilidade de arremessar e evoluíram nas atitudes de participação e convivência. O terceiro núcleo revela resultados que reforçam nosso ideal e nos inspiram a valorizar o esporte como um conteúdo que pode mobilizar, através da aprendizagem significativa e dos processos de abstração, a integração entre o fazer e o compreender. O método de ensino e as orientações didáticas utilizadas nas aulas, que se efetivam em palavras-chave como participação, construção coletiva, interação, conflito, significado, ajuda ajustada e experimentação, são pontos fortes da pedagogia empreendida nas Oficinas do Esporte. Consideramos que este estudo, além de contribuir para qualificar internamente o programa, poderá iluminar e motivar a sistematização de processos avaliativos de outros empreendimentos de esporte educacional oferecidos nos contextos formal e não formal de ensino. Finalmente, a preocupação com a validade ecológica e a não fragmentação de temas de investigação nas pesquisas educacionais, constituíram-se em aspectos norteadores do estudo
 

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39133/tde-20122017-120626/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.