Avaliação do Impacto de Um Programa de Educação Física, com ênfase na Atividade Física, Sobre Aptidão Física em Escolares do 4º Ano do Ensino Fundamental

Por: João Henrique Ploia Mello.

61 páginas. 2016 01/08/2016

Send to Kindle


Resumo

A experiência de atividades físicas nos anos escolares é fundamental para que crianças e adolescentes adquiram o hábito de se exercitar ao longo da vida. Neste sentido, evidências apontam que os efeitos da atividade física e do esporte estão associados positivamente com os níveis de aptidão física adequados à saúde. Recomendações internacionais sugerem ainda que crianças e adolescente permaneçam em atividade física vigorosa por, pelo menos, 60 minutos diários. Todavia, enquanto aproximadamente 80% dos adolescente são classificados como insuficientemente ativos, alguns professores de Educação Física insistem com abordagens metodológicas cada vez mais voltadas a aulas teóricas e em sala de aula. Embora existam diversos estudos de intervenção na Educação Física escolar, ainda não há consenso sobre um modelo padrão, ou mais adequado, de intervenção. Deste modo, o presente estudo visa avaliar as possíveis alterações nos níveis de aptidão física de escolares, submetidos a um programa de Educação Física com ênfase na promoção à saúde. O presente estudo é caracterizado como uma pesquisa avaliativa com abordagem quantitativa e delineamento semiexperimental entre grupos não equivalentes. Participaram do estudo 91 escolares, matriculados no 4º ano do ensino fundamental, escolhidos por conveniência, e distribuídos em dois grupos. O programa foi realizado em um intervalo de 14 semanas, com frequência de um encontro semanal de 120 minutos. O grupo controle contou com aulas tradicionais, envolvendo esportes e brincadeiras da cultura infantil No grupo intervenção, foram acrescidos exercícios de formação corporal e circuitos para o desenvolvimento das habilidades motoras. Para avaliar a aptidão física foram utilizados os testes de corrida/caminhada de 6 min, sentar-ealcançar sem banco, abdominal em 1 minuto, e Índice de Massa Corporal (IMC), propostos pelo Projeto Esporte Brasil. Este protocolo foi escolhido devido a sua rigorosidade nas exigências de validade, fidedignidade e objetividade, além da simplicidade de sua aplicação, pois utiliza instrumentos de medida e avaliação de baixo custo, facilitando a sua reprodutibilidade. Para tratamento dos dados, foi realizada análise descritiva, de variância e associação, através de medidas de dimensão e efeito e regressão logística binária. Os resultados encontrados no grupo intervenção indicam que o programa proporcionou efeito nas variáveis de aptidão cardiorrespiratória ("

Endereço: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/156786

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.