Avaliação do Perfil Antropométrico dos Idosos de Porto Alegre - RS: A Influência da Metodologia na Determinação da Composição Corporal

Por: .

213 páginas. 2008 14/08/2008

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A população idosa é a que mais cresce no mundo, atualmente. Na literatura científica específica, relacionada à área de geriatria e gerontologia, poucos são os estudos populacionais que abordam, com a devida profundidade, os aspectos morfofuncionais relacionados à saúde dos idosos. O fato de ainda haver um desconhecimento das características em diferentes âmbitos (social, educacional, morfofuncional, fisiológico, psicológico, etc. ) desse nicho populacional, somado ao rápido e crescente incremento de tal grupo, poderá levar a um colapso das políticas públicas empregadas nos dias atuais. Objetivos: Descrever o perfil antropométrico dos idosos de Porto Alegre. Verificar se a faixa etária influencia nos valores médios dos parâmetros antropométricos avaliados para os dois gêneros. Verificar a influência do método de determinação da composição corporal nos valores médios de percentual de gordura dos idosos de Porto Alegre. Metodologia: Na primeira fase, foram selecionados randomicamente 1. 164 idosos de uma população de 168. 577 indivíduos (com 60 anos ou mais), de ambos os sexos, residentes no município de Porto Alegre. Na segunda fase, foram avaliados 472 idosos (n= 472, 335 mulheres, 137 homens). A massa corporal, estatura, dobras cutâneas, bioimpedância (BIO) (balança e manual), perimetrias e diâmetros ósseos foram mensurados. A partir de tais dados, foram calculados: o IMC, a RAQ, a RCQ e o %GC pelas equações de Jackson e Pollock (J&P), de Tran e Weltman (T&W) (mulheres apenas), de Deurenberg (DEU) e pelas BIO manual e balança. Classificou-se o IMC, utilizando-se duas distintas tabelas de classificação (OPAS e OMS).Foram utilizados os seguintes tratamentos estatísticos (p≤0,05 para todos): teste t de Student, para amostras independentes; Mann-Whitney; ANOVA one way com Bonferroni post hoc test; Kruskal-Wallis com Dunn post hoc test; ANOVA, para amostras repetidas com Bonferroni post hoc test; Friedman com Dunn post hoc test; teste t de Student, para amostras pareadas; Wilcoxon; Sign test e as correlações de Pearson e Spearman. Resultados: Primeiramente, os resultados foram descritos (média e DP) e apresentados estratificados por gênero. A influência do gênero foi avaliada, sendo encontradas diferenças estatisticamente significativas em todas as variáveis mensuradas, exceto em relação à idade, ao diâmetro femoral e às perimetrias abdominal e da panturrilha. Em seguida, os resultados foram descritos em média, DP e percentis (5%, 10%, 25%, 50%, 75%, 90% e 95%), estratificados por gênero e grupo etário (60-69, 70-79, 80-89 e mais de 90 anos).Avaliados os resultados para a influência da faixa etária no comportamento das variáveis, foram encontradas significâncias estatísticas para massa corporal (homens e mulheres), e, somente com relação às mulheres, para estatura, IMC, %GC de J&P, BIO manual, somatório das dobras, perimetria abdominal e perimetria da cintura. No que se refere às correlações, essas foram estatisticamente significativas para todos os métodos testados. Conclusão: O estudo se mostrou adequado, alcançando os objetivos propostos, apresentando um padrão de referência do comportamento das variáveis antropométricas e composição corporal dos idosos de Porto Alegre. Os métodos de avaliação parecem influenciar os valores absolutos das variáveis, porém, pelo fato de apresentarem correlação significativa, sugerem uma similaridade de comportamento.

Endereço: http://repositorio.pucrs.br/dspace/handle/10923/3564

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.