Send to Kindle


Resumo

O objetivo é avaliar os resultados do Plano Brasil Medalhas 2016, bem como analisar o plano como uma ação política dentro da agenda política do Ministério do Esporte. Trata-se de uma pesquisa descritiva-analítica, com abordagem qualitativa. A coleta de dados foi realizada a partir dos documentos oficiais do Ministério do Esporte e a inferição aconteceu por meio da análise de conteúdo. Os resultados alcançados permitem afirmar que o Plano Brasil Medalhas 2016 não foi eficaz, já que não alcançou seu objetivo proposto, se comparar com os resultados alcançados. O Plano Brasil Medalhas 2016 também não foi eficiente, por aumentar o volume de recursos públicos para o esporte de alto rendimento e não atingir os resultados significativos no quadro de medalhas. No que diz respeito a efetividade social, o Plano Brasil Medalhas 2016 não impactou na consolidação do Sistema Nacional de Esporte, uma vez que subsumi os objetivos inicias do Ministério do Esporte, de garantia do esporte e do lazer como direitos. Os resultados da pesquisa são de grande relevância para o campo das políticas públicas de esporte e lazer, uma vez que só pode se chegar na excelência de uma ação política a partir da avaliação. Os dados servem de alerta para o Ministério do Esporte, já que existe o Plano Decenal de Esporte e Lazer em processo, com o objetivo de colocar o Brasil entre os melhores países do quadro de medalha dos Jogos Olímpicos de 2020, que será realizado no Japão.

Endereço: http://congressos.cbce.org.br/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.