Avaliação e Desenvolvimento do Vo2 de Atletas Participantes de Uma Escolinha de Futebol

Por: éboni Reuter, Felipe Bittencourt Oliveira, Greice Graziela Moraes, Leandro Tibiriça Burgos, Natalí Lippert Schwanke, Pâmela Ferreira Todendi e Tássia Silvana Borges.

Cinergis - v.13 - n.1 - 2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar os efeitos dos trabalhos técnicos e físicos sobre o VO2 de atletas do sexo masculino, com idade entre 14 e 15 anos, participantes de uma escolinha de futebol, no município de Rio Pardo - RS. A pesquisa semi-experimental envolveu 10 adolescentes, do sexo masculino. Para a avaliação do VO2 foi utilizado o teste de 12 minutos de Cooper. Aplicou-se o trabalho de interval-training, em que os atletas treinaram a 75% de sua velocidade máxima, realizando corridas de 60 metros. Após dois meses de treinamento (mínimo 2 sessões semanais), aplicou-se o pós-teste de Cooper para a verificação da melhora do VO2. Como resultados deste estudo, pode-se concluir que todos os adolescentes envolvidos no treinamento tiveram melhora considerável no seu VO2 máximo, sobretudo os adolescentes com 15 anos, que obtiveram um percentual em nível mais elevado.

Endereço: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/3161

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.