Avaliação na Educação Física Escolar: Teste Para o Basquetebol

Por: Arquimedes Restelato da Silva e Evandra Hein Mendes.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objetivos:
Elaborar e implementar um instrumento que viabilize a avaliação do conteúdo basquetebol. Identificar o índice de confiabilidade entre avaliadores para os itens do protocolo de avaliação.

Métodos e resultados:
O instrumento foi aplicado com 20 alunos de uma 8ª série de um Colégio Estadual do município de Dois Vizinhos, com o auxílio de dois juízes (professores), treinados para utilizar a ficha de avaliação, com o intuito de identificar semelhanças e divergências de interpretações de cada item proposto. Foram realizadas 14 atividades de basquetebol em três tentativas para cada aluno e avaliada por 03 avaliadores, conforme os critérios de análise/matriz analítica. A coleta de dados, foi realizada no mês de agosto de 2010, no período matutino durante aulas de Educação Física. Após a coleta, os dados foram analisados, utilizando-se a estatística descritiva, com valores de freqüência e médias, assim como a utilização do teste de Alfa de Cronbach, que pretendeu verificar as convergências dos dados dos avaliadores. O Índice de confiabilidade entre avaliadores considerava os escores entre 0,70 e 0,90 como aceitável, sendo assim, dos 14 itens apenas 4 divergiram com resultado abaixo de 0,70 sendo eles a empunhadura da bola (0,65), passe de peito (0,68), passe com duas mãos de cima da cabeça (0,60) e passe de ombro (0,59). No que diz respeito aos itens que atingiram o nível de confiabilidade acima de 0,70, identificaram-se o Equilíbrio ou posição básica (0,76), Drible-alto/baixo (0,85), Passe com duas mãos de cima da cabeça (0,84), Passe duas mãos por baixo (0,92), Arremesso de peito com as duas mãos (0,78), Arremesso com uma das mãos de peito (0,95), Arremesso lateral com uma das mãos (0,72), Arremesso duas mãos sobre a cabeça (0,81), Arremesso de bandeja com a mão direita (0,97) e Arremesso de bandeja com a mão esquerda (0,89).

Conclusão:
Foi possível concluir que o instrumento elaborado traz a possibilidade de
realização de uma avaliação mais objetiva e clara em relação aos critérios elencados pelo professor e a aprendizagem dos alunos na dimensão procedimental ou técnico-motora. Da mesma forma não foram identificados elementos de dificuldades que impossibilitem a utilização do protocolo desenvolvido para o conteúdo basquetebol.

Comentários


:-)





© 1996-2014 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.