Avaliação Eletromiográfica de Músculos da Cintura Escapular e Braço Durante a Realização de Exercícios com Extremidade Fixa e Carga Axial

Por: Daniel Pereira Cardoso de Brum.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.14 - n.5 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar a atividade eletromiográfica de músculos da cintura escapular e braço entre os exercícios wall-press 90°, wall-press 45°, bench-press e push-up, realizados com a extremidade distal do segmento fixa sobre uma superfície estável e em esforço isométrico máximo. Participaram desta pesquisa 20 voluntários do sexo masculino, sedentários e sem história de trauma ou doenças na extremidade superior. A atividade elétrica da cabeça longa do músculo bíceps braquial, da porção anterior do músculo deltóide, da porção clavicular do músculo peitoral maior e do músculo serrátil anterior foi registrada por eletromiografia de superfície. O teste modelo estatístico ANOVA e o teste post-hoc de Tukey foram utilizados para determinar diferenças entre os valores de RMS de cada músculo e em cada exercício, normalizados pela contração isométrica voluntária máxima. Os resultados do presente estudo demonstram que o músculo bíceps braquial apresentou a menor atividade eletromiográfica em comparação com os demais músculos avaliados em todos os exercícios, enquanto a porção anterior do músculo deltóide e o serrátil anterior mostraram maior atividade eletromiográfica em relação aos demais músculos nos exercícios bench-press e push-up. Esses achados demonstram que não houve semelhança na atividade eletromiográfica dos músculos avaliados durante os exercícios, porém, houve coativação muscular, visto que os exercícios ativaram todos os músculos, mesmo que em diferentes níveis. Os exercícios estudados não são indicados para ativar o músculo bíceps braquial, mas os exercícios bench-press e push-up o são para ativar a porção anterior do músculo deltóide e o serrátil anterior; o wall-press 90° e o wall-press 45° são indicados para ativar a porção anterior do músculo trapézio.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v14n5/13.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.