Avaliação do Ensino-aprendizagem nas Aulas de Educação Física nas Escolas Públicas e Particulares de Fortaleza-CE

Por: .

2012 10/07/2012

Send to Kindle


Resumo

Pela diversidade avaliativa que existe na educação e, especialmente, na Educação Física escolar, os objetivos do estudo foram: 1) identificar os fatores latentes das práticas avaliativas e dos instrumentos de avaliação; 2) descrever a concordância dos estudantes em relação às práticas de ensino e avaliativas da disciplina. O estudo é do tipo quantitativo, de natureza exploratória, a amostra é formada por professores de Educação Física e alunos de ensino médio. Foram aplicados questionários com escalas visando realizar análise fatorial exploratória dos fatores relacionados às práticas avaliativas na disciplina. Os resultados dos professores: foram entrevistados 51 professores de 35 escolas de 5 regionais do município de Fortaleza-CE, sendo a maioria (72,5%) de escola pública e do sexo masculino (64,7%). Tem-se para a escala total do professor precisão α=0,83 e e=4,2 => 3,8% de A, foram extraídos 13 fatores sendo os relacionados às práticas avaliativas: sobre o nível de utilização da avaliação do ensino-aprendizagem (KMO = 0,64, teste de esfericidade p<0,01) fator 1 – Realiza avaliações somativa e fator 2 – Realiza avaliações formativas; sobre o nível de utilização dos instrumentos de avaliação, (KMO = 0,65, teste de esfericidade p<0,01) fator 1 – Provas práticas e teóricas, fator 2 - Registro diário e fator 3 – Auto avaliação do desempenho. Os resultados dos alunos: foram entrevistados 241 alunos de quinze escolas de 5 regionais do município de Fortaleza-CE, sendo a maioria, 88,8%, de escola pública. A maioria (52,3%) dos respondentes era do sexo feminino. Tem-se para a escala total do aluno α=0,86 e e=2,0 => 2,4% de A. Foram extraídos 12 fatores explicando 65,6% da variância total sendo os relacionados às práticas avaliativas: sobre o nível de concordância das práticas avaliativas da disciplina (KMO=0,75, teste de esfericidade p<0,01) fator 1 – aprovação na disciplina e fator 2 – práticas avaliativa; sobre o nível de concordância dos instrumentos de avaliação, (KMO=0,69, teste de esfericidade p<0,01) fator 1 – Observação do desempenho dos alunos e do professor e fator 2 – provas e trabalhos escritos e orais. Percebe-se que a dinâmica de compreensão da utilização dos objetivos de ensino e dos instrumentos para a avaliação da disciplina tem feito com que, aos poucos, ocorram mudanças de significados no entendimento de algumas práticas. Apontamos que a avaliação do conhecimento, via testes e provas, nas aulas de Educação Física escolar vem sendo mais utilizada, mas ainda carece de aperfeiçoamento técnico-científico para a elaboração e validação de instrumentos. Acreditamos que o estudo pode potencializar a consciência dos professores de Educação Física em relação à importância de avaliar e elaborar instrumentos baseados em objetivos educacionais, além fornecer informações sobre o nível de concordância dos alunos sobre as práticas avaliativas.

Endereço: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3116?mode=full

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.