Avaliação do Estado Nutricional de Atletas de Ginástica Olímpica do Rio de Janeiro e São Paulo

Por: Beatriz Gonçalves Ribeiro e Eliane Abreu Soares.

Revista de Nutrição - v.15 - n.2 - 2002

Send to Kindle


Resumo

Com o objetivo de avaliar o estado nutricional de atletas de ginástica olímpica, do sexo feminino, foram estudadas 46 ginastas, de 11 a 14 anos, pertencentes a clubes e academias das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. O estudo antropométrico envolveu medidas de massa corporal, estatura, dobras cutâneas e perímetros. Observou-se diferença significativa para as dobras cutâneas tricipital, suprailíaca, da coxa e da panturrilha e para o percentual de gordura (p<0,05). Para o estudo dietético foram utilizados recordatório de 24 horas e registro alimentar de três dias. As ginastas apresentaram baixo consumo energético. A percentagem de carboidratos, 50% a 58%, e a ingestão protéica de 1,5 a 1,7 g/kg de peso mostraram-se baixa e adequada, respectivamente, frente ao proposto para atletas. O conteúdo de vitaminas foi satisfatório, com exceção do ácido fólico para as adolescentes cariocas. Os minerais julgados inadequados foram cálcio, magnésio, ferro e zinco. O estado nutricional de ferro não apresentou alterações. 

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732002000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.