Avaliação do Estresse Oxidativo e Contaminação Por Chumbo em Praticantes de Tiro Esportivo

Por: Daniele Grazziotin Soares, Marco Aurélio Echart Montano e Mirian Salvador.

Acta Scientiarum : Education - v.25 - n.1 - 2003

Send to Kindle


Resumo

O chumbo, metal utilizado na fabricação de munições, pode depletar a glutationa e gerar espécies reativas de oxigênio capazes de desencadear reações de peroxidação lipídica. Neste trabalho, avaliou-se uma possível correlação entre chumbo e estresse oxidativo em praticantes de tiro esportivo nas modalidades ao ar livre, indoor e nãoatiradores. A concentração de chumbo sangüínea foi determinada por absorção atômica, a peroxidação lipídica pela concentração dos produtos de reação com o ácido tiobarbitúrico (TBARS) e a capacidade antioxidante total foi avaliada utilizando-se o kit Total Antioxidant Status (RANDOX). Os resultados mostraram que 12,5% dos atiradores ao ar livre e 20,8% indoor apresentaram valores sangüíneos de chumbo acima dos considerados normais para grupos não-expostos. Os valores de TBARS mostraram-se significativamente maiores nos praticantes de tiro. A capacidade antioxidante total medida no soro dos indivíduos dos três grupos amostrados não se mostrou alterada.
 

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHealthSci/article/view/2300/1473

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.