Avaliação Geriátrica Ampla de Idosos Acompanhados em Centro Dia de Botucatu

Por: Jean Carlo Palmieri.

107 páginas. 2019 31/07/2019

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Atualmente a expectativa de vida mundial está aumentando significativamente. Avaliar a população assistida em centros de convivência permitirá ampliar a discussão acerca das atividades realizadas e propostas nesses locais, com ênfase na qualidade de vida dos idosos. Objetivo: Avaliar os idosos do Centro de Convivência do Idoso “Aconchego” em Botucatu quanto às síndromes geriátricas, capacidade funcional e uso de medicamentos. Métodos: Estudo observacional transversal, realizado entre o mês de janeiro de 2018 e abril de 2019, no Centro de Convivência do Idoso Aconchego, em Botucatu (SP). Foi realizada avaliação geriátrica amola quanto aos domínios capacidade funcional (escala de Katz, Pfeffer, escala de Lawton), cognição (Mini Exame do Estado Mental - MEEM), humor (escala de depressão geriátricade Yesavage), deficit sensorial dos idosos (teste da voz sussurrada e déficit visual), nutrição (índice de massa corpo- ral), fragilidade (índice Study of osteoporotic fracture e índice fenotípico de Linda Fried), continência urinária e questão social e familiar. Os idosos portadores de demência foram classificados quanto a gravidade pelo Clinical Dementia Ratio (CDR). Foi realizada análise descritiva, testes de associação (QuiQuadrado, T-stu- dent), sendo estatisticamente significativo quando o nível alfa foi < 0,05. Resultados: A amostra avaliada foi de 76 idosos, que tiveram a média de idade de 80,6 + 8,0 anos, sendo que 72,4% (55) eram do sexo feminino. 94,2% apresentavam comprometimento cognitivo pelo MEEM, sendo que 47,4% tinha o diagnóstico prévio de demência. 55,3% foram classificados como sobre-pesos/obesos. 41,7% dos idosos foram classificados como quadro leve de demência segundo o CDR. Foi ob- servada relação estatisticamente significativa entre dependência funcional das ABVD e síndrome de fragilidade. Resumo 3 Discussão: Os centros dia devem promover bem-estar e qualidade de vida aos assistidos. Os achados na pesquisa evidenciam que há relação entre dependência das ABVD e síndrome de fragilidade. Constatou-se a importância do estímulo cognitivo. Conclusão: A AGA é de extrema importância na avaliação do idoso em centro dia, visto que abrange todos domínios não avaliados habitualmente. Com a avaliação, é possível conhecer o perfil do público assistido e elaborar atividades específicas, visto essa modalidade exerce papel importante na assistência e na qualidade dos idosos.

Endereço: http://hdl.handle.net/11449/183472

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.