Avaliação Nutricional em Crianças de Uma Creche Privada de Santa Maria, Rs

Por: Gitane Fuke, Ronan Fernandes Zanini, e Valéria Garlet.

Kinesis - v.36 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Hábitos alimentares saudáveis devem ser estimulados já nos primeiros anos de vida. O ambiente no qual a criança está inserida possui grande influência em sua formação. Assim, a escola é um importante mediador nessa construção. Este estudo teve como objetivo realizar uma avaliação nutricional das crianças de uma creche privada da cidade de Santa Maria, RS. Foram aplicados questionários avaliando frequência alimentar das crianças e prática de atividade física. Para a avaliação antropométrica, foi mensurado peso, estatura e idade. Constatou-se bom estado nutricional na maior parte das crianças.

REFERÊNCIAS

BARBOSA, R. M. S.; SOARES, E. A.; LANZILLOTI, H. S. Avaliação da ingestão denutrientes de crianças de uma creche filantrópica: aplicação do consumo dietético dereferência. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., v. 7, n. 2, p. 159-166, 2007.

BASAGLIA, P., FREITAS, E. A. Utilização do questionário de frequência alimentar (QFA) para averiguação dos hábitos e preferências alimentares de funcionários públicos da rede estadual de ensino dos municípios de Tuiuti – SP e Morungaba – SP. Saúde em Foco, Edição nº: 07, 2015. Disponível em: < http://www.unifia.edu.br/revista_eletronica/revistas/saude_foco/artigos/ano2015/qfa_morungaba.pdf > Acesso em: 18/10/2017.

BENEDITO, L. S. et al. Educação física escolar: no combate a obesidade infantil. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo. v.28. n.3. 2013

BRASIL. Ministério da Saúde. Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN): Orientações para a coleta, o processamento, a análise de dados e a informação em serviços de saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2008.

CARVALHO, J. Pode o exercício físico ser um bom medicamento para o envelhecimento? Acta Farmacêutica Portuguesa, vol. 3, n. 2, pp. 125-133. 2014.

CASTRO, T. G.; et al. Caracterização do consumo alimentar, ambiente socioeconômico e estado nutricional de pré-escolares de creches municipais. Revista de Nutrição, Campinas, v. 18, n. 3, p. 321-330, 2005.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. Editora Atlas, São Paulo, 2002.

GONÇALVES, I. C. M. et al. Avaliação nutricional de crianças de 2 a 5 anos no Norte de Minas. Revista Brasileira de Pesquisa em Ciência da Saúde, v.2, n.2, p.30-34, 2015.

MAHAM, L. K.; ESCOTT-STUMP, S. Krause. Alimentos, nutrição e dietoterapia. 13ª edição. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012. 1227 p).

MARTINO, H.S.D. et al. Avaliação Antropométrica e analise dietética de pré-escolares em centros educacionais no Sul de Minas Gerais. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.15, n.2, 2010.

LANGE T. S., MASOTE, J. B. Projeto de educação nutricional nas escolas e centros de educação infantil. Vitor Meireles, SC, 2013.

MENDES, Carlos M.L. CUNHA, Rubéns C.L. As Novas Tecnologias E Suas Influências Na Prática De Atividade Física E No Sedentarismo. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia. Ano 1, v. 1, n.3, junho, 2013.

MORATOYA, E. E. et al. Mudanças no padrão de consumo alimentar no Brasil e no mundo. Revista de Política Agrícola. Ano XXII, nº 1, 2013. Disponível em: < https://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/bitstream/doc/958212/1/mudancas.pdf > Acesso em> 22/11/2017.

ONUBR: NAÇÕES UNIDAS NO BRASIL. Aumentam sobrepeso e obesidade no Brasil, aponta relatório de FAO e OPAS. Disponível em: Acesso em: 02/09/2017.

ORELLAN, J.D.Y. et al. Avaliação antropométrica de crianças indígenas menores de 60 meses, a partir do uso comparativo das curvas de crescimento NCHS/1977 e OMS/2005. Jornal de Pediatria, Porto Alegre, v.85, n.2, p.117-121, 2009.

QUEIROZ, L. T. S.; PINTO, R. F. A criança: fatores que influenciam seu desenvolvimento motor. EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, v. 15, n. 143, 2010. Disponível em: < http://www.efdeportes.com/efd143/a-crianca-seu-desenvolvimento-motor.htm> Acesso em: 23/11/2017.

SALDIVA, S. R. D. M., et al. Avaliação antropométrica e consumo alimentar em crianças menores de cinco anos residentes em um município da região do semiárido nordestino com cobertura parcial do programa bolsa família. Revista de Nutrição, v. 23, n. 2, p.221-229, 2010.

SILVA, O. B., Questionários de Avaliação da Atividade Física e do Sedentarismo em Crianças e Adolescentes. Revista do DERC on line. Ano XV, número 45, 2009. Disponível em: < http://departamentos.cardiol.br/sbc-derc/revista/2009/45/pdf/Rev45-p14-p18.pdf > Acesso em: 18/10/2017.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Child Growth Standards: Methods and development: lenght/height – for-age, weight-for-age, weight-forlenght, weight-for-height and body mass index-for-age. Geneva: WHO; 2006. Disponível em: Acesso em: 24/08/2017.

______,. Global strategy on diet, physical activity and health: childhood overweight and obesity. Geneva: WHO; 2014. Disponível em: .Acesso em: 27/08/2017.

ZANCUL, M. S. Orientação nutricional e alimentar dentro da escola: Formação de conceitos e mudanças de comportamento. UNESP–UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS. Araraquara, 2008.

 

Endereço: https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/30390

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.