Avaliação do Sono e do Sobrepeso em Adolescentes Após Mudança do Turno Escolar

Por: Michelle Brandalize Rossi.

75 páginas. 2010 20/05/2010

Send to Kindle


Resumo

Adolescentes submetidos ao horário escolar no turno da manhã apresentam uma privação parcial de sono. Estudos recentes mostram que uma diminuição nas horas de sono está relacionada ao aumento na adiposidade corporal. Objetivo: Analisar o efeito da mudança de turno escolar da tarde para manhã, nas características do sono e na adiposidade corporal em adolescentes. Métodos: Participaram da pesquisa 379 estudantes (12,4±0,7) anos. Os adolescentes foram avaliados duas vezes, uma antes e outra após a mudança de turno escolar, com intervalo de um ano entre as coletas. Os participantes foram divididos em dois grupos. Os indivíduos que mudaram para o turno da manhã (n=167) formaram o grupo Manhã (GM) e aqueles que permaneceram à tarde (n=212) formaram o grupo Tarde (GT). Os horários de dormir e acordar e o tempo na cama foram obtidos através de questionários. O índice de massa corporal (IMC), a circunferência da cintura (CC) e o percentual de gordura corporal (%GC) também foram avaliados. Outras variáveis intervenientes, como nível de atividade física, maturação sexual e freqüência alimentar foram obtidas através dos questionários. Foram realizadas análises de comparação de média entre os grupos, cálculo de risco relativo para os dados prospectivos e cálculo de razões de prevalência para os dados transversais. Resultados: A mudança de turno escolar causou uma antecipação no horário de acordar e uma redução na duração do sono nos dias de aula (p=0.0001 para ambas). Apesar disso, a mudança no turno não foi um fator de risco para desenvolver sobrepeso/obesidade (p=0.80), circunferência da cintura acima do percentil 75 (p=0.64) ou gordura corporal acima do esperado (p=0.93). Contudo, uma menor duração do sono nos finais de semana esteve associada ao sobrepeso/obesidade (IMC) na primeira coleta. A razão de prevalência (RP) de excesso de peso corporal foi 1.94 (1.22-3.08) para os adolescentes que dormiam entre 9-10 horas nos finais de semana, quando comparados àqueles que dormiam >10 horas. Entretanto, somente em meninas, a RP de sobrepeso (IMC) para quem dormia <9 horas foi 3.31 (1.13-9.68) e 2.68 (1.07-6.66) para quem dormia >10 horas nos dias de semana comparadas aquelas que dormiam entre 9-10 horas por noite. Conclusão: Apesar de se ter encontrado associação entre duração de sono e algumas medidas de adiposidade, a mudança de turno escolar não foi um fator de risco para desenvolvimento de adiposidade corporal nesses adolescentes. 

Endereço: http://hdl.handle.net/1884/23465

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.