Avaliando a Qualidade de Vida de Pessoas Idosas Utilizando Parâmetros Subjetivos

Por: .

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.25 - n.3 - 2004

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho analisou a qualidade de vida de pessoas idosas, pela perspectiva subjetiva, utilizando o instrumento elaborado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o WHOQOL-bref, que utiliza parâmetros subjetivos para avaliação da qualidade de vida, abrangendo os domínios físico, psicológico, meio ambiente e relações sociais. A pesquisa foi realizada com pessoas acima de 60 anos, homens e mulheres, divididos em dois grupos, ativos e inativos fisicamente. A qualidade de vida tem parâmetros objetivos e subjetivos e para nossa pesquisa priorizamos os subjetivos, apontando que a forma como o idoso percebe e avalia sua vida influencia na qualidade desta, pois um indivíduo que avalia sua vida como satisfatória, independentemente dos fatores objetivos, terá mais sentimen-tos de bem-estar e felicidade. O principal questionamento foi se a atividade física influenciaria a avaliação subjetiva da qualidade de vida das pessoas idosas. Em nossa análise dos resultados, demonstramos que, de fato, as pessoas ativas ao longo da vida e atualmente se avaliaram possuindo maior qualidade de vida do que as pessoas inativas atualmente. Houve diferença significativa, após aplicação do teste de Wilcoxon, em 11 questões, dos domínios físico, psicológico e meio ambiente.
 

Endereço: http://www.rbceonline.org.br/revista/index.php/RBCE/article/view/245

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.