Balonismo

Por: José Koff, Patrícia Navarro e .

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

Destacada como uma atividade aero-esportiva, a prática do balonismo reflete, nos céus, um espetáculo de cores e movimentos leves. O balonista maneja as correntes de ar nas diferentes altitudes à medida que desloca o balão, podendo voar rente ao solo ou até 16 mil metros de altitude (marca do recorde registrado). Segundo seus praticantes, a melhor altitude para voar é de 330m, com ventos de 12 nós. O controle de subida e descida faz com que o balão, de material antiinflamável e aquecido por chamas de gás propano, decole e pouse em locais pré-determinados. É justamente através desse controle que o piloto procura a corrente de vento mais apropriada, que varia de intensidade, dependendo da topografia. A altitude é determinada pela força do elemento ar que provoca o vento, definindo a trajetória, acrescida da energia do elemento fogo, que sustenta o ar quente. As provas de competição geralmente são de precisão, quando um alvo deve ser atingido, seja no chão ou suspenso no alto de um mastro. Existem outras modalidades como Caça a Raposa, Fly In, Distância Máxima, Distância Mínima e Prova do Mastro. O órgão responsável pela regulamentação do esporte no mundo é a Federação Aeronáutica Internacional-FAI e, no Brasil, é o Departamento de Aviação Civil– DAC do Ministério da Aeronáutica.

Ver Arquivo (PDF)

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.