Barreiras e Determinantes Para a Prática de Atividade Física em Adolescentes

Por: e F. L. Ceschini.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.15 - n.1 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar as barreiras para o envolvimento em atividade física de adolescentes do ensino médio da rede particular de ensino da cidade de São Paulo. A amostra foi composta por 1.738 adolescentes (16,6±1,0 anos), com nível-sócio econômico A, B e C e do período matutino do ensino médio de oito escolas particulares da região da zona sul da cidade de São Paulo. Para a coleta de dados foi utilizado o questionário do Programa Agita São Paulo que tem como objetivo identificar as barreiras e fatores determinantes para a prática de atividade física. As barreiras mais prevalentes foram: a falta de interesse em exercício (25,7%) e a falta de conhecimento em como se exercitar (25,2%), sendo que essas duas barreiras foram mais prevalentes no gênero masculino e em adolescentes que relataram não conhecer o Programa Agita São Paulo. Para alunos da 3º série as barreiras mais prevalentes foram: a falta de interesse em exercício (54,1%) e a falta de tempo (13,0%). O ambiente escolar pode criar mecanismos de intervenção que busquem diminuir as barreiras para a prática de atividade física.
 

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/727/730

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.