Barreiras e Facilitadores Para a Participação em Um Programa de Mudança de Comportamento: Análise de Grupos Focais

Por: Cassiano Ricardo Recha, Gabriel de Aguiar Antunes, , Lúcia Midori Damaceno Tonosaki e .

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.40 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Este estudo tem como objetivo analisar a percepção de barreiras e facilitadores para a participação em programa de mudança de comportamento na Atenção Básica à Saúde. Foi usada análise de conteúdo para avaliar quatro grupos focais dos quais participaram 35 pessoas (≥ 18 anos), de ambos os sexos, de diferentes Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Florianópolis. Falta de aula prática, variações climáticas, limitações corporais, tipo de papel do material didático, falta de segurança/estrutura e timidez foram citados como barreiras. Por outro lado, boa qualidade do material didático, qualidade do multiplicador, distribuição do pedômetro, melhoria na consciência corporal, estabelecimento de metas e apoio social foram relatados como facilitadores. Verificou-se que importantes barreiras e facilitadores necessitam ser considerados para aplicação de programas de mudança de comportamento.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0101-32892018000200138&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.