Basquete

Por: Projeto Inteligência Esportiva.
Send to Kindle


Resumo

Dos cestos de fruta ao time dos sonhos

O Basquetebol está entre os esportes mais praticados e consumidos na atualidade. Uma característica fundamental para esse sucesso, enquanto modalidade esportiva, foi a progressiva modificação de suas regras ao longo dos anos, possibilitando partidas mais dinâmicas e atrativas para os praticantes e, principalmente, para os espectadores.

O modelo de esporte espetáculo já faz parte do cenário da modalidade há algumas décadas, especialmente por ter sido um dos primeiros esportes a aceitar a presença de profissionais nas disputas.

Para entender a trajetória desse esporte – capaz de, por exemplo, atrair uma média de 20 mil torcedores a cada partida regular da NBA (principal liga de basquetebol profissional do mundo) –, é fundamental o conhecimento da história deste esporte desde os seus primórdios.

A história oficial do Basquetebol remete a dezembro de 1891 e ao canadense James W. Naismith. Após ingressar como instrutor de Educação Física, na tradicional organização Young Men's Christian Association (YMCA) em Springfield, Massachusetts, James teria sido incumbido de adequar as práticas físicas dos alunos aos locais fechados, por conta das hostis condições climáticas da região, que impossibilitavam as práticas ao ar livre.

Juntamente com outros professores, James Naismith pensou em um novo jogo com bola e de certo grau de dificuldade. Em sua concepção, este novo jogo deveria ser jogado coletivamente pelos alunos, mas, diferentemente do Futebol, não poderia ser tão agressivo (na mentalidade do professor, se a bola fosse jogada com os pés, a possibilidade de intenso contato corporal seria maior). Desse modo, o jogo deveria ocorrer apenas com as mãos abertas, para evitar possíveis socos entre os adversários. Somente no ano seguinte da criação do jogo, suas regras seriam oficialmente divulgadas.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.