Bibliografia Desportiva: Relato de Uma Experiência.

Por: Mário Ribeiro Cantarino Filho.

I CONBIDE - I Congresso Brasileiro de Informação e Documentação Esportiva

Send to Kindle


BIBLIOGRAFIA DESPORTIVA: relato de uma experiência.

Mario Ribeiro Cantarino Filho - Brasília/DF

Há muitas décadas iniciamos a elaboração de bibliografias em Educação Física e Desportos. No afã de prepararmos um repertório bibliográfico sobre Atletismo, efetuamos um levantamento dos livros, folhetos e artigos de periódicos sobre o tema, e seguimos os modelos das fichas bibliográficas apresentadas nos fichários das Bibliotecas Públicas. Posteriormente, com a leitura das obras: "Como organizar pequena biblioteca", de Xavier Placer, em 1964, "La bibliografia", de Louise Nöelle Malchès, em 1968, e "Curso de Bibliografia Geral", de Laura Maia de Figueiredo e Lélia Galvão Caldas, em 1969, fomos expandindo nossos conhecimentos e, apreciando as listagens bibliográficas sobre assuntos diversos, fomos tomando gosto pela confecção de bibliografias sobre temas desportivos. Além dessas obras, lidas e consultadas várias vezes como "livros de cabeceira", visitamos, em diversas ocasiões, o então "Instituto Brasileiro de Bibliografia e Documentação (IBBD)", com sede no Rio de Janeiro, onde consultamos algumas bibliografias especializadas em Agricultura, Botânica e Medicina, no início dos anos 60. Tal instituição transformou-se, anos depois, no atual "Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)", ficando sediado em Brasília.

Foi no final da década de 50 que elaboramos a primeira "Bibliografia de Atletismo", que foi datilografada e mimeografada, com muita dificuldade, e com poucos exemplares copiados, preparados com os meios existentes naquela época. Visto hoje, os caminhos transcorridos, para a confecção das poucas páginas da bibliografia citada, chegam a ser como uma peripécia circense. Lamentavelmente, não possuímos um único exemplar dessa primeira investida na elaboração de uma modesta bibliografia desportiva. A experiência não ficou somente no repertório bibliográfico sobre Atletismo, porquanto por força de trabalho profissional, com equipes de Remo e de Futebol em clubes capixabas, elaboramos o "Ensaio de Bibliografia Internacional de Remo" (1969), mimeografado e com 6 páginas, e o "Ensaio de Bibliografia Internacional de Futebol" (1970), mimeografado e com 11 páginas. Em 1975, Helena Pessoa Cantarino apresentou, no seu Curso de Biblioteconomia, a "Bibliografia de Futebol", com outras características, mais enriquecida que a nossa, com 14 páginas.

Sentimos a necessidade de ampliar a "Bibliografia de Atletismo", trabalho elaborado na década de 50, acrescentando novos livros, buscando outros, citando artigos de periódicos, nomeando autores nacionais e estrangeiros, em obras publicadas no Brasil como em outros países. Para a elaboração desse repertório especializado, em 1974, contamos com a participação da então estudante universitária de Biblioteconomia, da Universidade de Brasília, Maria Carmen Roncy de Carvalho. O levantamento gerou um amplo fichário, sendo as referências divididas segundo as provas atléticas de pista e campo; treinamento específico; organização de competições; dados estatísticos e bibliografias. O conjunto de fichas para a transformação final em uma ampla Bibliografia de Atletismo, não foi publicado por falta de apoio financeiro.

A literatura especializada em Educação Física e Desportos surgiu, como impressas no Brasil, a partir de 1828, considerando-se esta data como marco inicial, com a publicação, em Pernambuco, da obra de Joaquim Jerônimo Serpa - "Tratado em Educação Física; moral dos meninos". Até o fim do Império cerca de vinte publicações foram editadas, alcançando, no fim do Século XIX, aproximadamente, trinta trabalhos. Em cem anos, até 1929, foram impressos pouco mais de cem livros e folhetos sobre o assunto. Destacamos também que as primeiras obras sobre Educação Física, escritas, adaptadas, ou traduzidas por brasileiros, foram editadas em Lisboa, por ausência de tipografias no Brasil, publicações estas ocorridas no período de 1787 a 1804.

Para resgatar as obras publicadas no Brasil, escritos por autores brasileiros, ou as traduções de livros de escritores estrangeiros, procuramos, nas mais diversas livrarias e "sebos", os livros e folhetos que estavam ao alcance das nossas finanças e, além dessa linha de ação, recebemos doação de muitas obras, oferta de diversos conhecidos e amigos. Desta forma, fomos conhecendo o que vinha sendo publicado, acrescentando-se as visitas a Bibliotecas Públicas e Universitárias, principalmente a Biblioteca Nacional, localizada na cidade do Rio de Janeiro, com levantamento de referências bibliográficas nos seus fichários, bem como citações feitas nos livros, pelos seus autores, que nos permitiram um bom levantamento das obras existentes, que denominamos "Bibliografia Retrospectiva Brasileira de Educação Física", abrangendo o período de 1828 até 1977. Na elaboração desta tarefa bibliográfica, fomos secundados por Helena Pessoa Cantarino, então aluna de Biblioteconomia na Universidade de Brasília. O trabalho, em apreço, ficou como o anterior, sem a divulgação que merecia.

Em Brasília, no ano de 1979, visitamos o Banco de Bibliografias (BaBi), da EMBRAPA, conhecendo a sua organização e obtendo o "Manual do Banco de Bibliografia", de autoria de Iêda Muniz de Almeida. Apoiados no exemplo do "Babi", fomos estimulados a efetuar um pequeno projeto para um Banco de Bibliografia, a ser implantado em 1981, no então Departamento de Educação Física, da Universidade de Brasília, entretanto, o projeto não teve eco.

Prosseguimos na elaboração de repertórios bibliográficos em Educação Física e Desportos e, atendendo a uma solicitação da CAPES, com a participação de Helena Pessoa Cantarino, elaboramos a "Bibliografia Básica de Educação Física", em outubro de 1980, com 60 páginas, abrangendo livros e folhetos referentes às disciplinas do Curso de Licenciatura em Educação Física, mormente em língua portuguesa, a fim de facilitarem os estudos do alunado. O levantamento bibliográfico foi concluído, porém não foi publicado.

Também, nessa linha de atividade, fizemos e divulgamos para diversas Instituições de Ensino Superior, a listagem "Teses Brasileiras em Educação Física", com 19 páginas, em 1986, abrangendo trabalhos acadêmicos de Mestrado, Doutorado, bem como teses apresentadas em Concursos a Cátedras e Livre Docência, acrescentando-se, também, as teses defendidas na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e da Bahia, com temas sobre Educação Física, no período de 1845 a 1910.

Coincidentemente com a nossa bibliografia, o colega Alfredo Gomes de Faria Júnior e colaboradores estavam elaborando "Educação Física: Dissertações de Mestrado (1973-1988)", enviado ao INEP, em 1989, para publicação.

Diversos levantamentos bibliográficos fizemos, abrangendo temas referentes à Educação Física e aos Desportos, tais como os livros e artigos de periódicos de Inezil Penna Marinho e os artigos de Oswaldo Gonçalves, este, em específico, em Atletismo. Encontram-se os fichários preservados, necessitando uma revisão, se houver interesse e apoio para
publicação dos repertórios.

Tema também importante é a elaboração de uma bibliografia das bibliografias
desportivas. Em se tratando de Atletismo há as bibliografias que se indicam, em ordem
cronológica, a saber:

TUTLE, W. W. A review of literature pertaining to running events. Athletic Journal, feb. 1945.

MILLER, Richard I. A guide to American Track and Field literature. San Bruno (Ca.): Track and
Field news, 1951.

THEMEL, Harry. Leichtathletik - Literatur. Leipzig: Bibliothek der Deutschen Hochschule für Körperkultur, 1964, 115 p.

LOVESEY, Peter, McNAB, Tom. The guide to British Track and Field literature: 1275 - 1968. London: Athletics Arena, 1969.

FREEMAN, William H. Annotated bibliography for Track and Field. Scholastic Coach, 1969.

CANTARINO, Mario, CARVALHO, Maria Carmen Roncy de. Bibliografia de Atletismo. 1974 (inédita).

MILLER, Doris I., NELSON, Richard C. Biomechanics of Sport. Sports Research Institute. The Pennsylvania State University. [ Track and Field, p. 115 - 140]

McNAB, Tom, LOVESEY, Peter, HUXTABLE, Andrew. An athletics compendium: an anotated guide to the UK literature of Track and Field. London: The British Library, 2001, 261 p.

Em "Uma introdução à Educação Física", (1999), obra de autoria de Alfredo Gomes de Faria Júnior e colaboradores, destaca-se a citação seguinte: "...a divulgação da importância e do desenvolvimento de ações nos campos da biblioteconomia e da documentação pelos professores Jair Jordão Ramos, Mario Cantarino Filho, Alfredo Faria Júnior, Laércio Elias Pereira, Otávio Augusto Anibal Cattani Fanali, José Maurício Capinussú de Souza e Maria de Fátima Silva Duarte". Foram ações, de formas isoladas, que demonstraram a preocupação de especialistas na elaboração de bibliografias temáticas. Recentemente, algumas instituições universitárias vêm, também, elaborando novos repertórios bibliográficos. Coletâneas de bibliografias nacionais e internacionais, catálogos de livrarias, referências bibliográficas e outras fontes de informação, em temas relacionados à Educação Física e aos Desportos, são de grande utilidade para estudantes, professores, treinadores, técnicos e pesquisadores, nos estudos dessas áreas do conhecimento, informando sobre a produção técnica e intelectual dos especialistas nacionais e internacionais

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.