Bola em Jogo Entre Brasil e República Federal da Alemanha: Cientificidade e Modelagem Pedagógica na Formação de Professores na Escola de Educação Física da Ufmg (1963-1982)

Por: Fernanda Cristina dos Santos.

194 páginas. 2017 09/07/2017

Send to Kindle


Resumo

Este estudo aborda a relação entre Brasil e República Federal da Alemanha, entre as décadas de 1960 e 1980, no que se refere à constituição de um modelo de ensino e de uma cientificidade para a formação de professores de Educação Física, mais especificamente na Escola de Educação Física da Universidade Federal de Minas Gerais (EEF-UFMG). O objetivo é compreender as contribuições de práticas, sujeitos e instituições alemãs para a conformação de um pensamento científico e pedagógico para a Educação Física brasileira nas décadas estudadas. Esse intercâmbio se fez possível por meio de acordos culturais e técnico-científicos propostos em função da necessidade que ambas as nações tinham de expandir suas políticas internacionais. Na busca pelos vestígios do passado, o Acervo do Centro de Memória da Educação Física, do Esporte e do Lazer (Cemef/UFMG) constituiu-se em lugar privilegiado para o trabalho de pesquisa. Nele foram examinados materiais didáticos entre eles filmes e programas de aula documentação referente a cursos de pós-graduação, cartilhas de campanhas, informativos, ofícios, correspondências e obras de autores alemães da Coleção Educação Física, da editora Ao livro Técnico. Além disso, como fonte de destaque para essa pesquisa, foi utilizado o relatório produzido pela professora alemã Listelott Diem denominado Sportförderung in Brasilien: Bericht über die Förderung dês Sports in der Föderativen Republik Brasilien durch die Bundesrepublik Deutschland 1963 bis 1982, que aborda a promoção do esporte no Brasil entre os anos mencionados. Para além das fontes localizadas no acervo do Cemef/UFMG, foram realizadas entrevistas com professores da EEF-UFMG que participaram de maneira direta em diferentes movimentos promovidos pelo convênio teuto-brasileiro. A mobilização desse conjunto documental permitiu compreendermos a dinâmica dessa marcada presença alemã na Escola e também em projetos realizados pela prefeitura da capital mineira. Nesse sentido, pode-se dizer que as proposições trazidas pelos professores do país europeu se configuraram como importante lugar de aporte para as práticas pedagógicas e científicas constituídas naquela instituição, especialmente a partir de fins da década de 1970. Foi possível compreender que a modelagem pedagógica que foi se desenhando e legitimando na EEF-UFMG a partir de um espectro amplo de contribuições alemãs relacionava-se prioritariamente a um modo de ensinar ancorado numa ênfase da produção científica sistematizada, com valorização das ferramentas de experimentação, mensuração e esquadrinhamento do gesto motor e das capacidades físicas, que estavam prioritariamente relacionados ao treinamento esportivo. Pode-se afirmar, ainda, que tal movimento produziu uma espécie de enraizamento no modo como essa Escola e a formação de seus professores passaram a operar, especialmente a partir de fins da década de 1980

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUOS-AQQJLK

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.