Broncoespasmo Induzido Pelo Exercício em Corredores de Longa Distância

Por: Renata Nakata Teixeira.

2008 14/02/2008

Send to Kindle


Resumo

A alta prevalência de broncoespasmo induzido pelo exercício (BIE) tem sido observada em atletas que praticam modalidades de longa duração. Até o presente momento, nenhum estudo foi realizado no Brasil. Por essa razão, o objetivo deste estudo foi verificar a prevalência de BIE em corredores de longa distância. Para isto, 22 atletas do gênero masculino foram submetidos à prova de função pulmonar, teste de esforço ergoespirométrico e teste de broncoprovocação induzida por hiperpnéia (BIH). Os atletas responderam um questionário sobre sintomas de asma e forneceram informações relacionadas aos seus treinamentos. Após realizarem o teste de BIH, os atletas foram classificados de acordo com a variação do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) em comparação ao valor basal. Aqueles que apresentaram queda do VEF1 igual ou superior a 10% foram denominados Grupo BIE+; os demais foram designados Grupo BIE-. Os resultados demonstraram a presença de BIE em 25% dos atletas. Não foram evidenciadas diferenças estatisticamente significantes em relação às características antropométricas, aos valores basais de função pulmonar, assim como aos parâmetros analisados durante o teste ergoespirométrico. Um aspecto interessante xi observado foi que, os atletas do Grupo BIE+ percorrem, nos seus treinamentos, uma distância inferior quando comparados aos atletas do Grupo BIE- (p≤0,05). Estes resultados sugerem que a presença de BIE pode limitar o rendimento esportivo

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-16102008-102747/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.