Caminhos e Descaminhos da Educação Física com Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais, em Juiz de Fora Mg

Por: , Rute E. Tolocka e Valquiria Tolocka Gomes da Silva.

V Encontro de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desse estudo foi levantar dados concretos e construir uma história metodologicamente organizada sobre a Educação Física Adaptada (EFA) em Juiz de Fora, com a intenção de contribuir para o desenvolvimento desta área de estudos naquela cidade. Foi utilizada a técnica da História Oral, de acordo com THOMPSON (1992), com entrevistas com professores que têm atuado na área e análise dos documentos encontrados. Foram reportados os primeiros envolvimentos da Educação Física com pessoas portadoras de necessidades especiais (deficientes e 370 idosos, dentre outros), ainda fora do âmbito acadêmico, o desenvolvimento desta área de atuação através das instituições e da Prefeitura daquela cidade, bem como o papel da Faculdade de Educação Física, que como pode ser observado teve dois momentos distintos, sendo que no primeiro recusou-se a trabalhar com este tipo de clientela, e no segundo passa a assumir a formação profissional de pessoas interessadas em atuar neste campo. Reflete-se que esta área de estudos é cercada de preconceitos desde a sua origem, mas pode atuar como fator de transformação social, auxiliando na reintegração destas pessoas no seu grupo social de origem. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.