Canoa Havaiana – Outrigger

Por: Patrícia Navarro, Simone Amorim e .

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

A prática da canoa havaiana ou outrigger, fundamentase no movimento de remadas compassadas para um bom desempenho. A troca de componentes é feita com a canoa em movimento e o esforço é concentrado para não perder velocidade. Formada por equipes de 6 a 9 remadores, cada um desempenha uma função, com responsabilidades específicas. As canoas de 6 remadores medem quase 14 metros de comprimento, com 50 cm de largura, pesam entre 150 e 180 kg e comportam um estabilizador lateral ou “ama” fixado por duas traves de madeira (‘iakos). No início as canoas havaianas eram produzidas com a madeira koa (um único tronco), que por questões de preservação ambiental foram substituídas por fibra de vidro, que dão um colorido especial às embarcações. As canoas são sagradas para os havaianos e, neste esporte, o respeito às tradições da polinésia é fundamental, sendo até mesmo conservado nos rituais de batismo e nomenclatura. Na versão atual, o outrigger se divide em duas categorias distintas: remo e vela. A embarcação utilizada nas duas modalidades é basicamente a mesma, sendo que, na competição à vela são adicionados um terceiro casco e um mastro, que suporta uma vela triangular. As competições com mais de 3 horas, normalmente são realizadas em sistema de revezamento, na praia ou alto mar.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.