Capacidade Aeróbia de Ratos Alimentados com Dieta Rica em Frutose

Por: Rodrigo Ferreira de Moura.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.14 - n.5 - 2008

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: Evidências apontam que a ingestão exacerbada de frutose pode desencadear distúrbios característicos da síndrome metabólica. OBJETIVOS: Analisar os efeitos da ingestão de dieta rica em frutose sobre aspectos metabólicos de ratos da linhagem Wistar. Adicionalmente, verificar a capacidade aeróbia através da identificação da máxima fase estável de lactato (MFEL). MÉTODOS: Dezesseis ratos foram separados em dois grupos de oito animais: a) controle, alimentados com dieta balanceada, e b) frutose, alimentados com dieta rica em frutose. Foram analisadas a tolerância à glicose (área sob a curva de glicose durante teste de tolerância à glicose), sensibilidade à insulina (taxa de remoção da glicose sérica após sobrecarga exógena de insulina), perfil lipídico sérico e concentração de lactato sanguíneo [lac]s durante exercício na intensidade da MFEL. RESULTADOS: Teste t não pareado (p < 0,05) revelou diferença para a tolerância à glicose e triglicérides, porém não houve diferença na sensibilidade à insulina e na [lac]s. Anova one way com post hoc de Newman-Keuls (p < 0,05) revelou diferença para a cinética da glicose durante o teste de tolerância, mas não para a cinética do lactato durante exercício na MSSL. CONCLUSÃO: As Alterações fisiológicas provocadas pela dieta rica em frutose e inerentes à síndrome metabólica não prejudicam a capacidade aeróbia de ratos.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v14n5/04.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2014 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.