Capacitação de Treinadores no Handebol Brasileiro: a Complexidade Como Alternativa Para a Superação do Modelo Técnico-linear

Por: .

86 páginas. 2002

Send to Kindle


Resumo

Essa pesquisa investigou as razões que impediram a transformação dos avanços quantitativos do Handebol Brasileiro, reconhecidos internacionalmente pela Federação Internacional de Handebol, ao conceder ao Brasil o Troféu Hans Bauman como o país que mais desenvolveu o handebol nos anos 1990, fossem transformadas em conquistas internacionais, isto é, por que tantas participações em Campeonatos Mundiais não permitiram às nossas seleções pelo menos a conquista de um lugar no podium, uma medalha, uma vez que, juntamente com a Rússia, o Brasil foi o único país a participar de todos os Campeonatos Mundiais no período em questão. A experiência acumulada em 24 anos de envolvimento com a modalidade, atuando em todos os campos possíveis da prática esportiva (atleta, árbitro, técnico e dirigente), permitiu ao autor acompanhar a evolução do handebol brasileiro e constatar a importância do papel do treinador no contexto de desenvolvimento do handebol, posição compartilhada por vários autores: Greco (1995), Czewerniski (1993), Marques (2000), Bota e Evoluet (2000), estabelecendo como hipótese para a solução do problema a necessidade de superação do atual modelo de capacitação do treinador de handebol brasileiro, caracterizado por ações pontuais, pela fragmentação e pela importação de modelos que não são adequados à realidade brasileira, razão pela qual os avanços quantitativos não foram traduzidos em conquistas internacionais. Identificada à importância do papel do treinador e constatado o anseio da classe por transformações na atual realidade, o autor fundamenta a discussão dessa realidade no referencial teórico da Complexidade proposta por Edgar Morin (2002, 2001, 2000a, 2000b), utilizando o domínio integral do conhecimento como categoria central, de forma que o treinador a ser capacitado possa superar a dualidade corpo-mente, compreender as relações e interações que as múltiplas dimensões da prática esportiva proporcionam edesenvolver a capacidade de eleger o conhecimento pertinente à construção de uma prática consciente e conscientizadora. Fundamenta crítica contumaz ao modelo técnico-linear de apropriação do conhecimento, predominante na capacitação do treinador de handebol brasileiro, e se apóia no modelo reflexivo/investigativo para construir uma proposta que pretende estimular a curiosidade e semear a investigação.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2614&listaDetalhes%5B%5D=2614&processar=Processar

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.