Capoeira e Capoeiras Entre a Guarda Negra e a Educação Física no Recife 

Por: Israel Ozanam de Sousa Cunha.

296 páginas. 2013 18/02/2013

Send to Kindle


Resumo


Data: 2013-02-18

Frequentemente se considera que no início da República a capoeira foi erradicada no Recife pela polícia, mas ao mesmo tempo ela seria hoje herdeira da tradição dos “brabos” ou “valentes” que viveram na cidade no período. Essa aparente contradição está relacionada a uma compreensão daquela prática como dotada de significado estável ao longo do tempo e, no passado, pertencente naturalmente aos sujeitos classificados como “capoeiras”. Ao explorar o sentido da atribuição dessa identidade coletiva por quem produziu as fontes consultadas, espera-se aqui considerá-la uma categoria que oscilou de acordo com as mudanças nas compreensões difundidas sobre a capoeiragem e com as disputas por produzir diferenças sociais que restringissem a participação política de determinados segmentos da população recifense entre o final do século XIX e o início do século XX. Portanto, a questão central desta dissertação é a relação entre os significados da capoeira no período das supostas repressões republicanas e as trajetórias dos sujeitos cujo legado é atualmente reivindicado por capoeiristas do Recife.

Endereço: http://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11406

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.