Capoeira Escolar: a Arte Popular Para Uma Educação ético-estética

Por: Fernando Campiol Placedino.

101 páginas. 2014 28/02/2014

Send to Kindle


Resumo

A pesquisa busca numa abordagem pedagógico-filosófica a compreensão do(s) sentido(s) da Capoeira Escolar nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, verificando possibilidades de contribuições para uma educação ético-estética. Desse modo, a Capoeira é entendida como arte popular brasileira, que possui a sua historicidade e culturalidade, além da sua potencialidade como experiência estética. Constituída de múltiplas estratégias, a Luta-Arte encontra no corpo perceptivo, aquele que religa em complementaridade não apenas singularidades do universo da Capoeira, mas sensações que podem provocar a compreensão e a manifestação no que diz respeito a concepções e posturas pertinentes à efetivação de princípios éticos universais, como o reconhecimento à pluralidade e a alteridade. Esse caminhar investigativo foi amparado a partir da perspectiva fenomenológica religada a Educação por Antonio Muniz de Rezende. Aliado a isso, utilizou-se a técnica de bricolagem, considerando e conciliando diversos instrumentos disponíveis de investigação, como observações participativas em campo, registros de relatos, entrevistas semiestruturadas e interpretação dos discursos, bem como aprofundamentos de subsídios teóricos a partir de Friedrich Schiller, Hans-Georg Gadamer, Jürgen Habermas, Merleau-Ponty, Muleka Mwewa, Nadja Hermann, Richard Shusterman, Zygmunt Bauman, entre outros. Portanto, tais entrelaçamentos entre saberes, percepções estéticas e aspectos da moralidade colaboram para acentuar a importante relação entre educação, estética e ética, que ainda permanece bastante deslocada das discussões pedagógicas nas escolas.

Endereço: http://hdl.handle.net/10923/5897

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.