Características de Crescimento, Composição Corporal e Desempenho Físico Relacionado à Saúde em Crianças e Adolescentes de 07 a 14 Anos da Região do Cotinguiba (SE)

Por: .

114 páginas. 2002 27/11/2002

Send to Kindle


Resumo

A análise das variáveis de crescimento, composição corporal e desempenho físico, tem sido feitas em diversas comunidades com a clara intenção de melhor caracterizar as mesmas no que concerne aos aspectos relacionados à saúde e a capacidade funcional. Partindo desta perspectiva, este trabalho tem por objetivo geral, definir e analisar as características de crescimento, composição corporal e desempenho físico relacionado à saúde em crianças e adolescentes do Vale do Cotinguiba (SE). Este trabalho caracterizou-se como descritivo com delineamento transversal. A população foi composta por todos os alunos regularmente matriculados na Rede Estadual de Ensino sob jurisdição da Diretoria Regional de Educação de Japaratuba - DRE'04 (Região do Cotinguiba), sendo a amostra composta por 1271 alunos, selecionados em dois estágios, onde no primeiro a amostra foi estratificada por município e, na sequência, aleatória por conglomerado de classe escolar. Foram coletados os dados de massa corporal, estatura, dobras cutâneas, capacidade aeróbia, força e resistência muscular, flexibilidade e nível de desenvolvimento maturacional. Para a análise dos dados utilizou-se a estatística descritiva, a análise de variância e a correlação de Pearson, sendo utilizado p £ 0,05. Como principais resultados encontrou-se que as medianas por faixa etária, nesta Região, tendem a ser maiores que as do Parâmetro Nacional e para a região Nordeste utilizados (PNSN). Foi encontrada uma prevalência de obesidade de 8% para os meninos e de 16% nas meninas quando considerados os parâmetros do Índice de adiposidade considerados para o estudo. Para as variáveis de desempenho físico relacionadas à saúde, foi verificado, em ambos os gêneros, para a flexibilidade, um aumento com o avançar da idade, atingindo pico aos 13 anos. Para a flexão de braços, foi encontrado, nas meninas pico aos 13 anos e nos meninos aos 14. Para as repetições abdominais, os meninos obtiveram aceleração a partir dos 10 anos e as meninas uma queda a partir da idade de 09 anos. Para a capacidade cardiorrespiratória foi encontrada, nas meninas, uma redução com o avançar da idade, enquanto que para os meninos foi verificada uma curva estatisticamente constante quando consideradas todas as faixas etárias. Concluindo foram propostas tabelas normativas para as variáveis tratadas neste estudo de forma a subsidiar trabalhos futuros na Região Nordeste e no Estado de Sergipe.

Endereço: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/83119

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.