Características Fisiológicas de Corredores Meio-fundistas de Diferentes Níveis Competitivos

Por: Francimara Budal Arins, Juliano Dal Pupo, Kristopher Mendes de Souza, Luiz Guilherme Antonacci Guglielmo e .

Revista da Educação Física - UEM - v.22 - n.1 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O estudo teve como objetivos comparar os índices de potência e capacidade aeróbia, cinética de consumo de O2 e potência muscular em dois grupos de corredores meio-fundistas e verificar se a predição da performance nos 1.500m é dependente do nível de treinamento. Dele participaram 21 corredores, sendo nove classificados como treinados (grupo 1 - G1) e 12 moderadamente treinados (grupo 2 - G2). Foram avaliados os seguintes indicadores: 1) a performance nos 1.500m; 2) o consumo máximo de oxigênio (VO2max), limiar anaeróbio e velocidade de corrida no VO2max (vVO2max), mediante a aplicação do teste incremental; 3) o tempo-limite de atingimento do VO2max na vVO2max; 4) os saltos verticais. Os principais resultados mostraram que os índices de potência e capacidade aeróbia foram maiores no G1, cujos componentes se mostraram capazes de diferenciar o nível competitivo dos corredores. A vVO2max foi o único índice a explicar a performance nos 1.500m, independentemente do nível de treinamento.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/9428/7533

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.