Características de Lutadores de Mixed Martial Arts de Pelotas/rs: Antropometria, Aptidão Aeróbia e Neuromuscular

Por: e João Luis Mülling Ferreira.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.35 - n.3 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O Mixed Martial Arts (MMA) carece de informações acerca do sistema de treinos e da aptidão física de seus lutadores, os quais necessitam de elevado condicionamento aeróbio e neuromuscular. Assim, objetivou-se registrar as rotinas de treinamento e mensurar a apti- dão física de lutadores de MMA de nível regional. Oito competidores da cidade de Pelotas/ RS constituíram a amostra. Realizaram-se: i) entrevista semi-estruturada, contendo dez perguntas abertas, ii) avaliação neuromuscular, com testes de carga máxima (1RM) no supino reto e levantamento terra, e iii) avaliação do componente aeróbio, a partir da deter- minação da velocidade no VO2máx (vVO2máx), cálculo da potência aeróbia máxima (VO2máx) e quantificação do tempo limite (TLim). Os resultados indicam que a maioria dos lutadores de Pelotas realiza apenas dois treinos semanais específicos, não utiliza o treinamento de pesos e emprega corridas nas suas sessões de treino. Acerca da aptidão física, os atletas têm IMC de 26,19±26,19 kg/m2, 9,47±4,06% de gordura corporal, 1RM de 76,25±10,61 kg no supino reto e de 115±10,69 kg no levantamento terra, VO2máx de 52,5±4,95mL·kg-1·min-1, vVO2máx de 15±1,41 km·h-1 e TLim de 360,75±55 segundos. Conclui-se que a frequência de treinos aeróbios e de força destes lutadores é insuficiente para o MMA, o percentual de gordura corporal deles é baixo e, apesar da aptidão aeróbia moderada, os níveis de força absoluta e relativa destes lutadores são inferiores aos apresentados pela literatura.
 
 

Endereço: http://rbceonline.org.br/revista/index.php/RBCE/article/view/1219

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.