Caracterização da Variabilidade da Frequência Cardíaca em Indivíduos com Síndrome Metabólica.

Por: átila Alexandre Trapé, , Gustavo Duarte Ferrar, Jhennyfer Aline Lima Rodrigues e Letícia Perticarrara Ferezin.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.23 - n.3 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A variabilidade da frequência cardíaca (VFC) tem sido considerada um mecanismo de modulação do sistema nervoso autônomo. A diminuição da VFC pode estar associada à síndrome metabólica (SM). Objetivo: Comparar a VFC e variáveis de saúde em indivíduos com e sem SM. Métodos: Cento e dezenove participantes foram divididos em dois grupos: sem SM (SSM, n = 68) e com SM (CSM, n = 51). Foi avaliada a análise espectral da VFC em repouso, durante teste cardiopulmonar de exercício (TCPE) e na recuperação em bandas de baixa frequência (LF = 0,04-0,15 Hz), alta frequência (HF = 0,15-0,4 Hz) e razão LF/HF. Adicionalmente, a frequência cardíaca (FC) de repouso (FCrep), FC máxima (FCmáx), pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD), glicemia, perfil lipídico, consumo de oxigênio pico (VO2pico) e composição corporal foram avaliados. Resultados: A FCrep e o VO2pico não apresentaram diferenças entre o CSM e o SSM (73,3 ± 9,1 vs. 70,1 ± 11,0 bpm) (26,8 ± 4,6 vs. 28,1 ± 6,6 ml.kg-1.min-1), respectivamente. A VFC foi similar entre os grupos nos diferentes momentos analisados. A glicemia (99,8 ± 22,5 vs. 87,6 ± 8,6 mg/dl) foi superior no CSM comparado ao SSM. Os valores de triglicérides (159,5 ± 68,8 vs. 89,2 ± 34,3 mg/dl) e VLDL-c (31,9 ± 13,8 vs. 17,8 ± 6,9 mg/dl) foram superiores no CSM comparado ao SSM. O HDL-c (40,7 ± 11,5 vs. 49,3 ± 9,8 mg/dl) foi menor no CSM comparado ao SSM. O IMC (33,1 ± 4,7 vs. 30,8 ± 3,8 Kg/m²) foi superior no CSM comparado ao SSM. A PAS (128,6 ± 12,9 vs. 119,5 ± 11,3 mmHg) e a PAD (77,2 ± 10,5 vs. 72,9 ± 8,1 mmHg) foram superiores no CSM comparado ao SSM, p < 0,05. Conclusão: Os resultados sugerem que a presença de SM não é suficiente para provocar alterações nos índices de VFC em repouso, durante teste cardiopulmonar de exercício (TCPE) e na recuperação quando os pacientes são comparados a indivíduos sem a doença.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922017000300208&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.