Caracterização da Demanda Potencial Por Atividades de Aventura

Por: Caroline Fama Saito e .

Motriz - v.16 - n.1 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O estudo abordou sujeitos da região metropolitana de Maringá, Paraná, com o objetivo de caracterizar a demanda potencial e o interesse pela prática de atividades de aventura. É significativo o não-interesse, embora a maior parte da população tenha noção de quais são as principais atividades de aventura. No campo esportivo, pára-quedismo, surf e vôo livre são os mais citados e desejados, evidenciando uma afinidade entre conhecer e interesse. Citam como as características mais marcantes dos praticantes de esportes de aventura: possuir recursos econômicos; estar entediado com a rotina; e ter condicionamento físico. Ao imaginar essas características como realidade, as pessoas comuns tendem à auto-exclusão na prática das aventuras de lazer.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/3404/2861

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.