Chico Buarque e Toquinho Começaram na EF da USP

Por: .

Blog do Laercio - 2009

Send to Kindle


Tive os meus 15 minutos de fama. Fui convidado pelos amigos da UFAL pra falar no Encontro de Educação Física que fez parte do Congresso Regional da SBPC em Maceió em outubro. Participei do Encontro desde o começo, como de costume, juntando pedras pra jogar na minha hora. É o que se pode fazer em apresentações curtas. Encasquetei com a apresentação sobre capoeira. A turma parecia receber a exposição como se a capoeira fosse novidade na Educação Física, 40 anos depois que o Lourival Pariz, professor de Educação Física  que lutou capoeira no filme “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, do Glauber Rocha, deu aulas pra gente na USP.

Gosto de falar de capoeira porque fui discípulo do Mestre Paulo Gomes e batizado por ninguém menos do que o Mestre Caiçara. Depois – voltando ao Encontro – teve aquela ladainha da capoeira, skindun, skindun, skin-dundundun… pobrinha.  Decidi fazer a provocação sobre a falta de musica (e teatro) na EF. Lembrei de uma entrevista recente em que o Walter Silva (Pica-Pau, o primeiro DJ do Brasil), reclamou que o Chico Buarque era ingrato de não lembrar que tinha começado num espetáculo organizado por ele na Educação Física da USP.

Do auditorio da UFAL mesmo (MOBO +TimWeb) puxei a pagina dele e escrevi perguntando. A resposta veio no dia seguinte:

de: Walter Silva 
para    Laercio Elias Pereira
data    22 de outubro de 2008 07:14
assunto Re: Walter Silva. Agradecimento e pedido de informacao

Caro Laercio…
… o nome do show foi “Mens Sana in Corpore Samba”, produzido para os alunos da escola de ed. física (DEFE) da USP e realizado no teatro Paramount em 16/11 de 1964. De fato, nesse show, foram lançados Chico Buarque, Toquinho, Ivete, Maria Lucia e outros. O diretor do centro acadêmico era Luis Alberto Lorenzeto. Mais detalhes, você encontra no meu livro “vou te contar”

abraços.
Walter Silva.

Corri em busca do livro imaginando que ia ser uma batalha conseguir.
Não foi. O livro está no Google Books (80% no ar; assim costuma vender muito mais). Torci pro trecho da EF estar nos 80%.
Estava na pagina 65. http://bit.ly/corporesamba

Também escrevi pro Lorenzetto assuntando sobre a possibilidade de uma historia detalhada por escrito que ele mandou (autorizando a divulgação):

de:  Luiz Alberto Lorenzetto
para:    Laercio Elias Pereira
data :   27 de fevereiro de 2009 19:30
assunto: Re: LORENZETTO. Mens Sana em corpore Samba

Caro amigo
Segue o que a memória de um senhor de 67 anos conseguiu trazer.
Um grande abraço
Lorenzetto

“‘MENS SANA IN CORPORE SAMBA’

Caríssimo Laércio

Rolava o ano de 1964 quando vivíamos assolados pela revolução militar. Nesta época eu estudava na Escola Superior de Educação Física do Estado de São Paulo, que funcionava no Ginásio do Ibirapuera (2as, 4as e 6as) e no Departamento de Educação Física na rua Germaine Buchard (3as e 5as).

Tendo sido eleito presidente do Centro Acadêmico “Ruy Barbosa”, fui indicado pelo Diretor da Escola, Prof. Dr. Alencar, como responsável pelo órgão acadêmico, quando o governo federal destituiu as diretorias de todos os Centros Acadêmicos.

De uma equipe eleita pela maioria dos alunos apenas eu restei e passei a responder sozinho pelo Centro.

Na época a música popular brasileira estava num dos seus auges e os “shows” musicais  nas boates, Faculdades, casas de estudantes e no Teatro Paramount, mais tarde Teatro Record, bombavam com muita euforia..

Na boate Zum Zum do Rio de Janeiro Silvinha Telles era a grande estrela, e no Brasil todo Jair Rodrigues e Ellis Regina eram referências de sucesso.

Vinícius, Tom, Carlos Lira, Bôscoli, Caymmi, Menescal, João Gilberto, entre muitos outros já eram artistas de renome.

Não dá para falar de todo o mundo musical, pois o que nos interessa no momento é: como a Educação Física entrou na música e na “dança”?

Em 24/07/64 os alunos da Filosofia da USP promoveram o Show SAMBANOVO.

Em 26/10/64 os alunos da Paulista de Medicina promoveram o Show O REMÉDIO É BOSSA.

Em 23/11/64 os alunos da Odontologia da USP, liderados pela minha irmã (Maria Aparecida Teixeira Lorenzetto – mome de solteira) promoveram o Show I DENTI-SAMBA, sob a orientação do produtor musical Walter Silva, o famoso Pica-Pau.

Como minha irmã do meio Maria Lúcia Teixeira Lorenzetto (hoje trabalhando na Irlanda com crianças portadoras de necessidades especiais- Método Antroposófico de Rudolf Steiner) já ensaiava os primeiros passos como cantora, sob a orientação do Walter Silva, eu disse a ele que os alunos da Educação Física também gostariam de promover um Show de bossa nova.

O Walter, com sua criatividade,  propôs então montar um esquema diferente: um Show dividido em duas partes, completamente distintas.

A 1ª. parte seria composta pelos artistas “amadores” que começavam a despontar no cenário musical: Bossa Jazz Trio, Chico Buarque, Edu Lobo, Maria Lúcia, Roberta Faro, Taiguara,  Toquinho, Yvete; e a 2ª. parte teria a apresentação de Silvinha Telles, reeditando o Show da boate Zum Zum, do Rio de Janeiro.

Como os leitores podem verificar, alguns desses “amadores” tornar-se-iam a nata da música popular brasileira, recebendo do Walter Silva e dos alunos do curso de Educação Física um dos primeiros incentivos para lançar-se no mercado musical.

A notícia foi bem recebida pelos alunos do curso de Educação Física, que comprometeram-se a colaborar com tudo, principalmente na venda dos ingressos.

Com o dinheiro que o Centro Acadêmico tinha em caixa deu para imprimirmos panfletos, cartazes e os ingressos. Saímos a campo para a divulgação, distribuindo a propaganda, oferecendo os ingressos e passando várias madrugadas colando os cartazes nos postes da cidade.

Acreditava eu que com o restante da venda dos ingressos daria para pagar o aluguel do Teatro Paramount e o cachê da Silvinha Telles e do Walter Silva.

Chegou o dia tão esperado!

Ansioso, eu esperava na entrada do Teatro para receber o restante da venda dos ingressos.  Se não me falha a memória só deu para pagar o aluguel do Teatro.

A maioria dos alunos não vendeu a sua cota e alguns nem compareceram ao show.

Diante da “inadimplência”, o Walter Silva conseguiu uma redução do pagamento com a cantora principal e mesmo assim  ficamos devendo uma quantia enorme.

Não tendo de onde arranjar dinheiro, pedi ajuda ao meu pai, que tinha na época, uma Perua Rural Willys (1964) e um Jeep Wyllis (1962).

Ele colocou o Jeep à venda, conseguiu o equivalente ao que seria hoje, aproximadamente uns R$ 20.000,00 e assim saldamos a nossa dívida.

Na gestão seguinte do então Diretório Acadêmico, o então colega Carlos Unger foi eleito presidente e firmou um compromisso  moral de quitar a dívida com o meu pai.

Após um ano de gestão, e depois de muitas campanhas, festas e arrecadações, o Carlos e equipe conseguiram a quantia necessária para saldar a dívida.

Se o Carlos estiver lendo estas informações aproveito para enviar-lhe um abração agradecido por mais este esforço em prol da nossa comunidade.

Laércio, não consegui encontrar o cartaz do show. Assim que eu conseguir lhe envio com o maior prazer.

Termino aqui mais uma recordação de tempos tão bons!

Luiz Alberto Lorenzetto

Por Laércio Elias Pereira
em 12-03-2009, às 19:49

6 comentários. Deixe o seu.

Caríssimo Lorenzetto!

Sei que é “lugar comum” mas como viver sem a internet?!?!
Seu lado “lúdico” aflorou desde sempre!
Parabéns pelas memórias!
Abraços

Por Antonio Carlos Bramante
em 13-03-2009, às 0:16.

Que surpresa e que bom ler esta narrativa. O prof. Dr. Lorenzetto foi meu professor de graduação e mestrado na Unesp, mesmo assim nunca “ouvi” tal relato.
Abraço e obrigado
Laércio

Por Alexandre Janotta Drigo
em 13-03-2009, às 3:31.

[...] A historia completa está no Blog do Laércio. [...]

Por Música e teatro na Educação Física - CEV Novidades (cev)
em 13-03-2009, às 19:18.

Como mulher do Walter, fiquei feliz em ler a matéria e o comentário do Luiz Alberto Lorenzetto. Participei de tudo isso, inclusive fazendo cola para colarem os cartazes.
Bons tempos aqueles. Que saudade…
Abs, Déa

Por Déa Silva
em 15-03-2009, às 15:52.

Olá….gostei das tantas observações e ´memórias do professor L.A. Lorenzetto……aliás são informações assim que estou procurando……estou em busca do “mapa cultural” das artes no ano de 1964! quem possuir mais informações pode me passar……abraços

Por jose aurelio martinez
em 15-07-2009, às 18:05.

Bom dia,

Estou lendo sua pagina da França. Trabalho sobre canção brasileira, especialmente sobre a Tuca. Poderia ter o contato do professor Lorenzetto?
Obrigada.

Por daniela
em 5-04-2010, às 15:46.

Endereço: https://web.archive.org/web/20101228075206/http://blog.cev.org.br/laercio/2009/chico-buarque-e-toquinho-comecaram-na-ef-da-usp/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.