Ciclismo Urbano Como Direito Humano à Mobilidade Ativa na Cidade de São Paulo

Por: Leandro Dri Manfiolete Troncoso, , Rodolfo Franco Puttini e Sergio Alejandro Toro Arévalo.

Movimento - v.24 - n.3 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O ciclismo urbano é um fenômeno recente valorizado como alternativa ao transporte motorizado individual. O objetivo do artigo é compreender os processos educativos do ciclismo urbano, decorrentes da prática social do cicloativismo atuante na cidade de São Paulo. Realizamos quatro entrevistas com pessoas que habitam e se locomovem de bicicleta neste município. A trajetória metodológica seguiu a modalidade fenômeno situado da Fenomenologia. Na construção dos resultados, as unidades de significado: a) luta por reconhecimento no direito de fruir o território em bicicleta; b) solidariedade com outrem no compartilhamento seguro das vias públicas; c) percepção do entorno e d) comunicação do movimento cicloativista, resultaram na categoria “Pedalar como direito humano à mobilidade ativa na cidade”. Constatamos que, apesar do processo legítimo de diálogo, as demandas cicloativistas são pouco incorporadas às políticas públicas de mobilidade urbana por falta de representação institucional.

Endereço: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/82908

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.