Cidadania e Direitos dos Jogadores de Futebol na Democracia Corinthiana

Por: e .

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.28 - n.3 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Esta é parte de uma pesquisa mais ampla sobre a Democracia Corinthiana. Nesta, buscamos compreender de que maneira e em que medida a experiência alvinegra ampliou e construiu uma concepção de cidadania para seus jogadores. Assim, foi necessário identificar quais eram as reivindicações e conquistas dos jogadores que participaram da Democracia Corinthiana. Para tanto, utilizamos os depoimentos dos jogadores, em uma entrevista semi estruturada e nos principais jornais impressos de São Paulo, no período de 1981 a 1985, e comparamos com o debate teórico sobre cidadania proposto por T.H. Marshall. Concluímos que houve avanços em diversos elementos da cidadania dos jogadores de futebol, mas ainda se manteve a reafirmação de pressupostos do atraso, como o vínculo do passe, que torna o jogador uma mercadoria, não um cidadão.

Endereço: http://dx.doi.org/10.1590/1807-55092014000300429

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.