Send to Kindle


Resumo

Cinema, Golf and Romanticism Luciana Martins Nogueira PEIL Hugo Rodolfo LOVISOLO Partiremos de um paradoxo: o golfe aparece em nossas representações como um esporte originalmente aristocrático que depois se tornou burguês. Assim, poderíamos esperar que os modos de construção estivessem marcados por uma visão utilitária e elitista que geraria tensões. A partir de três filmes sobre o golfe e seus jogadores, o primeiro uma ficção e os outros dois inspirados em biografias, demonstraremos a presença estruturante da linguagem romântica na construção do esporte em foco e nos filmes. Os eixos priorizados serão: o sentido do jogo, o campo de golfe, a relação do jogador com o campo, o encontro do swing e, finalmente, como o jogo se faz uma obra de arte e o golfista um artista.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.