Cinesiologia Humana e a Organização Curricular da Educação Física na Educação Escolar Básica

Por: .
Send to Kindle


Resumo

Elaborei esta palestra no sentido de oferecer um convite e oportunidade correspondente para o pensar, o refletir, o argumentar, o analisar, o filosofar, e o agir em relação às diversas considerações apresentadas, pertinentes ao componente curricular "Educação Física" na Educação
Escolar Básica. Espero assim poder contribuir para a consolidação de posicionamentos e de práticas já instaladas e também para a promoção de mudanças referentes ao entendimento e conseqüente desenvolvimento desse componente curricular, ressaltando em sua organização, aspectos de seus saberes e práticas específicos.

Em relação à promoção de mudanças estarei apresentando justificativas, fundamentos e esclarecimentos sobre o processo de organização desse componente curricular, numa transição da Educação Física à Cinesiologia Humana. Perguntas pertinentes estarão sendo formuladas por meio de, algumas vezes, tons impertinentes e incomodantes. Necessariamente espero poder oferecerrespostas explícitas e convincentes. No desenvolvimento de idéias e posicionamentos estarei utilizando uma abordagem lógica com características mais racionais, adotando a generalização, mas não descartando a consideração do lado emocional das exceções. Deliberadamente não estarei com a idéia fixa em autores, modismos ou rótulos. Entendo também não haver necessidade de um posicionamento maniqueísta, ao querer decidir sobre o que é certo ou o que é errado, da mesma forma que as idéias e posições apresentadas não refletem um reducionismo, nem tampouco um holismo, na medida em que considero os dois como constituintes essenciais de um mesmo conjunto. De forma simples, mas não simplista, e sentindo a necessidade de valer-me do óbvio e sem ser ingênuo, busco o fortalecimento de posições convergentes e procuro, quando de possível sinalização de divergência, ter certeza de que tento evitar mal entendidos por meio de esclarecimentos cuidadosamente elaborados. Mesmo que a minha e as suas autonomias para qualquer mudança, se assim definido, sejam relativas a curto prazo, a ação individual de cada um de nós, envolvidos no processo, pode estar acontecendo em qualquer nível, e com a intensidade com que cada um se dispuser e for possível fazer acontecer.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.