Cinética da Restauração Fisiológica e Evolução do Desempenho em Um Polimento e Influência da Suplementação com Suco de Uva em Judocas

Por: Orranette Pereira Padilhas.

2015 07/07/2015

Send to Kindle


Resumo

O polimento é uma estratégia utilizada por treinadores esportivos, na qual se objetiva otimizar a performance, através de uma importante redução nas cargas de treino ao final de uma temporada. Enquanto isso, alimentos com potencial antioxidante como uva e seus derivados tem se mostrado capazes de promover restauração fisiológica e melhora do desempenho, mas este efeito ainda não foi evidenciado para a fase do polimento. Além disso, nos estudos prévios, o desempenho foi avaliado somente no inicio e no final do polimento, de modo que não se sabe os tempos mínimos e máximos ideais para este período. O objetivo deste estudo foi avaliar as respostas fisiológicas e de desempenho ao longo de um processo de polimento com duas avaliações semanais, verificar se a ingestão concomitante de suco de uva potencializa os efeitos do polimento. Judocas de nível nacional foram randomizados em dois grupos: suco de uva (GSU; n=7,19,0±2,5 anos) que ingeriu 10 mL/kg/dia de suco de uva tinto integral e grupo controle (GC; n=6, 20,8±5,5 anos) que consumiu bebida de carboidrato isocalórica, isoglicídica e isovolumétrica diariamente. Ambos os grupos realizaram um polimento com redução gradativa e lenta de 20% do volume, 19% da intensidade e 60% da duração semanal. Duas vezes por semana, eles foram avaliados quanto ao desempenho físico em testes de desempenho de Special Judo Fitness Test (SJFT) e Impulsão vertical (Imp. Vert.) no salto vertical com contramovimento com utilização de membros superiores, quanto a marcadores fisiológicos de desgaste muscular (CK e LDH), marcadores de função hepática (ALT e AST), de inflamação sistêmica (PCR-us e AGP), estresse oxidativo (MDA e CAT), testes psicométricos de estado de humor (POMS), avaliação do sono (Questionário de avaliação do sono) e avaliação da Modulação Autonômica Cardíaca (MAC). Os atletas apresentaram melhoras nos índices no SJFT a partir do sétimo dia de polimento (12,9±1,2) e mantiveram este desempenho no 13º dia (12,7±0,6) e no 18º (12,4±1,2) em relação ao início do polimento (14,5±0,9). Esta melhora do desempenho foi acompanhada de redução significativa na CK (314±94 vs 154±65) e da LDH (529±54 vs 361±78), ambas do sétimo para o décimo primeiro dia de polimento. Por outro lado, a suplementação com suco de uva não influenciou o desempenho nem a restauração fisiológica. Conclui-se que em sete dias de polimento já ocorrem melhora no desempenho físico específico de judocas e que a restauração do desgaste muscular foi a única variável fisiológica que acompanhou este fenômeno. 

Endereço: http://w2.portais.atrio.scire.net.br/upe-papgef/

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.