Círculo de Cultura e Educação Física: a Tematização do Funk na Escola

Por: Claudio Aparecido de Sousa, e .

Kinesis - v.36 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

A experiência descrita neste artigo foi desenvolvida no 3º trimestre de 2016 em uma escola municipal de Educação Infantil e Fundamental localizada na região periférica de Santo André (SP), junto às turmas do 5º ano do Ensino Fundamental. Trata-se de uma experiência pedagógica que tematizou o funk. Sobre os resultados, as crianças fizeram bom uso da ferramenta de internet pesquisando sobre o funk, compreenderam que meninos e meninas podem vivenciar juntos os gestos dessa prática corporal e os alunos evangélicos entenderam que na escola é possível participar de todas as danças sem atrapalhar as diretrizes da sua religião.

REFERÊNCIAS

 

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmasio. Etnografia da prática escolar. Campinas: Papirus, 1995.

AGUIAR, A. A. D. As meninas de costas: Análise do currículo de Educação Física e a construção da identidade feminina. Dissertação (Mestrado), Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2014.

BAUMAN, Zygmunt. Capitalismo parasitário: e outros temas contemporâneos. Rio de janeiro: Zahar, 2010.

BETTI, M. et al. Os saberes da Educação Física na perspectiva de alunos do Ensino Fundamental: o que aprendem e o que gostariam de aprender. Revista Brasileira de Educação Física Escolar, v. 1, n. 1, p. 155-

, 2015.

BOCCHINI, D.; MALDONADO, D. T. Estudos culturais em ação, tematizando o Funk na escola pública. Cadernos de Formação RBCE, v. 5, n. 1, p. 33-44, 2014.

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. La Reproduction. Les Editions de Minuit, França, 1975.

COSTA, Bruno Botelho. Paulo Freire e os Círculos de Cultura: uma pedagogia da humanização. In__ SPIGOLON, Nilma Imaculada; CAMPOS, Camila Brasil Gonçalves Círculos de cultura: teorias, práticas e práxis. Curitiba: CRV, 2016.

FRANÇOSO, S.; NEIRA, M. G. Contribuições do legado freireano para o currículo da Educação Física.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Florianópolis, v. 36, n. 2, p. 531-546, 2014.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de janeiro, Paz e Terra, 2006.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de janeiro: LTC, 1989.

MAFRA, Jason Ferreira. Paulo Freire, um menino conectivo: conhecimento, valores e práxis do educador. São Paulo: BT Acadêmica; Brasília, DF: Líber Livro, 2016.

NEIRA, Marcos Garcia; NUNES, Mario Luis Ferrari. Pedagogia da cultura corporal: crítica e alternativas. São Paulo: Phorte, 2006.

NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física: a reflexão e a prática do ensino. São Paulo: Blucher, 2011.

NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural. São Paulo: Blucher, 2016.

PEREIRA, A. B. Funk ostentação em São Paulo: Imaginação, consumo e novas tecnologias da informação e da comunicação. Revista de estudos culturais: São Paulo, 2013.

SOUSA, C. A.; MAFRA, J. F. Formação de professores e o currículo cultural da educação física: uma etnografia sobre a prática pedagógica. Dialogia, São Paulo, n. 24, p. 179-192, jul./dez. 2016.

ROMÃO, José Eustáquio; GADOTTI, Moacir. Paulo freire e Amílcar Cabral: a descolonização das mentes. São Paulo: Editora e livraria instituto Paulo Freire, 2012.

Endereço: https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/27299

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.