Classificação do Estado Nutricional em Escolares e Suas Repercussões no Desempenho das Habilidades Motoras

Por: Camila Fonseca de Oliveira, Carla Raquel de Melo Daher, Maria das Graças Paiva e Thaysa de Oliveira Lima Souza.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objetivos:
O objetivo do presente estudo foi quantificar o desempenho motor em escolares com e sem indicadores de desnutrição pregressa.

Métodos e resultados:
O desempenho motor foi determinado pela idade motora, através dos testes de motricidade fina, motricidade ampla e equilíbrio, usando a Escala de Desenvolvimento Motor (EDM) de Rosa Neto, a qual permite a determinação da idade motora geral (IMG) e do quociente motor geral (QMG). Foram avaliados 47 escolares de ambos os gêneros, sendo 20 (grupo de risco- GR) e 27(grupo eutrófico - GE), da Zona da mata do Estado de Pernambuco-Brasil, classificados de acordo com o índice altura/idade recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS, 2007), com idade cronológica média de 110,9 meses e 109,9 meses, respectivamente. Os resultados indicaram que o IMG foi significativamente menor (p=0,002) em GR em comparação ao GE, com 102,5 meses e 113,4 meses respectivamente. Do mesmo modo, os escolares do GR quanto ao QMG (95,3 meses) mostraram valores significativamente menores (p=0,001) que os do GE(102,5 meses) .

Conclusões:
Este estudo mostrou que escolares expostos à desnutrição pregressa apresentam alterações no desempenho das habilidades motoras. Tais informações podem ser úteis para estabelecer intervenções, prevenindo desenvolvimento de efeitos deletérios da desnutrição pregressa ao longo a vida.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.