Club de Sports Hygienicos e a Educação dos Corpos na Cidade de Belo Horizonte

Por: Caroline Bertarelli Bibbó, Maria Cristina Rosa e Renan Vinícius Magalhães.

XIII Congresso Internacional da ISHPES

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho discute o processo de educação dos corpos na cidade de Belo Horizonte, na segunda década do século XX, a partir de ações desenvolvidas pelo Club de Sports Hygienicos. O clube constituiu-se pela reunião de importantes pessoas da elite belo-horizontina, especialmente médicos que, embasados por preceitos e valores do higienismo, buscaram intervir nos corpos que se pretendiam modernos como a cidade, tendo o esporte como principal motivação. Para isso, buscou-se implantar e difundir modalidades esportivas que respeitassem “regras higiênicas”, como o tênis, o croquet e a patinação. A partir de pesquisa bibliográfica e documental, utilizando fontes impressas e manuscritas disponibilizadas em arquivos físicos e virtuais, foram estabelecidas relações entre o que foi proposto pelos sócios fundadores do Club de Sports Hygienicos, especialmente nos seus estatutos, e as diversas ações desenvolvidas pelo clube. O objetivo foi abordar como o Club de Sports Hygienicos contribuiu com a educação dos corpos, em Belo Horizonte, evidenciando relações entre esporte e higienismo. Concluímos que algumas modalidades esportivas deixaram poucos rastros, como a patinação; outras aconteceram com intensidade, como o tênis; ao mesmo tempo, modalidades inicialmente não propostas, e que não atendiam aos preceitos da higiene, se concretizaram, como o futebol, dando-nos interessantes pistas para pensar o processo de educação dos corpos a partir de uma instituição em que a interação entre esporte e saúde foi a essência.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.