Coensino Como Estratégia Para a Inclusão de Estudantes com Deficiência na Educação Física Escolar: Revisão de Literatura

Por: Melina Radaelli Gatti e Mey de Abreu Van Munster.

11° Congresso Brasileiro de Atividade Motora Adaptada - CBAMA

Send to Kindle


Resumo

A inclusão no contexto da Educação Física Escolar no Brasil necessita descentralizar o foco no professor, na sua atuação e no seu processo de formação, para aderir a ações que deem suporte a novas formas de pensar, e o coensino vem como estratégia para isso. Assim, o objetivo desse trabalho foi buscar e discutir artigos sobre coensino relacionados as aulas de Educação Física voltados para a inclusão de estudantes com deficiência. O estudo foi uma revisão sistemática que utilizou o método PRISMA. Os artigos deveriam atender os critérios de inclusão: constituir estudos sobre coensino/ensino colaborativo; estar relacionado com a Educação Física escolar; e ter estudantes com deficiência. As bases de dados selecionadas para este estudo foram: North American Federation of Adapted Physical Activity Symposium, Journal Adapted Physical Activity Quarterly, Revista da Osaka Universidade de Educação, e Early Chilhood Education Journal. A forma de tratamento dos dados foi por análise de conteúdo. Foram encontrados quatro estudos publicados entre os anos de 2009 a 2018. Conclui-se que há poucos estudos sobre a temática, e que o coensino mostra-se efetivo como estratégia para inclusão de estudantes com deficiência nas aulas de Educação Física.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.