Comparação da Força, Flexibilidade e Resistência Abdominal de Mulheres Praticantes de Musculação e Praticantes de Pole Dance

Por: Carlos Leandro Tiggemann, Caroline Pieta Dias, Rafael Bortoluzzi e Renata Rosin.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.25 - n.3 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Praticar atividade física promove melhora na qualidade de vida e na aptidão física. Neste sentido, a musculação e o pole dance são modalidades que muitas mulheres buscam para melhorar a força, flexibilidade e a resistência abdominal. A partir disso, o objetivo do presente estudo foi comparar a força, a flexibilidade e resistência abdominal entre mulheres que praticam musculação e que praticam pole dance. Foram selecionadas 22 mulheres praticantes de musculação (n=11) e de pole dance (n=11). As mesmas foram submetidas ao teste de 1RM de extensão de joelhos, teste de preensão manual com dinamômetro, teste de flexibilidade no banco de Wells e teste de resistência abdominal em 1 minuto. Não foram observadas diferenças significativas para a idade, massa corporal, estatura, IMC e % de gordura entre os grupos avaliados (p>0,05). As praticantes de musculação apresentaram melhores níveis de força de membros inferiores (p=0,026) enquanto as praticantes pole dance melhor flexibilidade (p=0,003). Para preensão manual e resistência abdominal não foram observadas diferenças significativas entre os grupos (p>0,05). Pode-se concluir que a prática da musculação tende a proporcionar maior força de membros inferiores enquanto o pole dance favorece a flexibilidade.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/18

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.